MENU

25/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 25/11/2020 às 00h00min

Bastidores


Continua?
O prefeito Assis Ramos (DEM) visitou o vereador Chiquim da Diferro em sua residência, ontem. Durante a conversa, Assis agradeceu o apoio na eleição e prometeu: “Se depender de mim, você voltará à Câmara”. Chiquim está exercendo o quinto mandato, mas não conseguiu se reeleger no dia 15 de novembro. Portanto, a partir do dia 1º de janeiro de 2021 não estará mais no Palácio Dorgival Pinheiro de Souza. Mas como ficou na primeira suplência, se Assis chamar um dos vereadores eleitos pelo DEM Chiquim permanecerá ocupando a cadeira. O DEM elegeu três vereadores: Paulinho Lobão, Antonio Pimentel e José Carneiro (Buzuca). Qual dos três seria puxado para o secretariado? No próprio Governo Assis Ramos, Buzuca assumiu a Fundação Cultural de Imperatriz (FCI) e saiu para se candidatar a vereador. Daí, pode voltar. Ou mesmo ir para outra pasta. É aguardar.
 
Olha aí!
A polêmica sobre a mudança do nome da Avenida Manoel Ribeiro, que está sendo asfaltada pela prefeitura, já chegou à Associação Comercial e Industrial de Imperatriz, que pretende ter uma conversa com o prefeito Assis Ramos. Por sugestão de políticos, a via passaria a se chamar Avenida Jackson Lago. O ex-governador já é homenageado em Imperatriz com o nome na nova rodoviária. Manoel Ribeiro era membro de uma das famílias tradicionais e um dos maiores comerciantes da cidade. Ele, inclusive, participou da fundação da ACII e foi presidente.

E…
Essa onda de políticos de fora mudar nomes de coisas públicas da cidade precisa ser interrompida. Não conhecem a história de Imperatriz e chegam aqui querendo mudá-la. É o caso do ex-deputado federal Pedro Fernandes, que apresentou um projeto e mudou o nome do Aeroporto Guilherme Cortez para Renato Moreira. Nem a própria família do ex-prefeito, assassinado em 1993, concordou com a mudança. Guilherme era tio de Renato e pioneiro da aviação civil em Imperatriz. Nunca foi reparada essa injustiça. Agora querem fazer outra, com Manoel Ribeiro.

Recursos hídricos
A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Sema) realiza desde 10 de novembro audiências públicas sobre o Plano Estadual de Recursos Hídricos do Maranhão, para o aprofundamento da política das águas do território do estado. A audiência desta quarta-feira (25) será realizada em Imperatriz, a partir das 8h30. O plano visa implementar programas e alternativas de estudos, projetos e obras que possam ampliar o aproveitamento dos recursos hídricos para o desenvolvimento sustentável do Maranhão.

Cidades
Para atender aos objetivos do Plano Estadual, as audiências serão realizadas em 12 cidades e contemplará as 7 bacias hidrográficas estaduais (Turiaçu, Maracaçumé, Munim, Preguiça, Periá, Itapecuru, Mearim). E as 3 federais (Parnaíba, Tocantins e Gurupi), além dos dois sistemas hidrográficos (Sistema Litoral Ocidental e o Sistema das Ilhas Maranhenses). As audiências acontecem até 3 de dezembro.

Tocantins
Com pouca gente se preocupando com a preservação do rio Tocantins, merece aplauso a iniciativa da Universidade Estadual do Maranhão do Sul (Uemasul), que está estudando os impactos gerados pela poluição no rio. Está na hora de acontecer uma mobilização grande, envolvendo entidades ligadas ao meio ambiente para que haja uma ação forte contra a poluição do Tocantins. O esgoto in natura despejado pela Caema é uma vergonha. Não se vê nenhuma reação dos órgãos competentes.
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...