MENU

19/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 19/11/2020 às 00h00min

Bastidores


,Perdedor
O presidente da Câmara Municipal de Imperatriz, vereador José Carlos Soares Barros, não viabilizou a sua candidatura a prefeito e, como havia prometido, não se candidatou à reeleição. Mas lançou o seu filho, Pedro Barros (Patriota), que obteve apenas 152 votos. Portanto, não se elegeu.  Além de Zé Carlos, os vereadores Hamilton Miranda e Fátima também lançaram filhos, Felipe e Rogério, respectivamente. Embora bem votados, também não conseguiram se eleger. Caso o candidato a prefeito de Zé Carlos tivesse ganho, ele poderia conseguir uma secretaria. Mas Ildon Marques ficou em quarto lugar e ZC foi um dos maiores perdedores nas eleições 2020, embora tenha dito em discurso na Câmara que está “tranquilo” com o resultado das urnas. Não falou de futuro, mas acredita-se que acha cedo para abandonar a vida político-partidária. Ressalte-se, porém, que não é fácil para recuperar o mandato. Na eleição deste ano, alguns ex-vereadores se candidataram. Entre eles Esmerahdson de Pinho, Adonilson Lima, Nival Coelho, Buzuca, Fidélis Uchoa e Richard. Está de volta apenas Buzuca. Em eleições anteriores, outros também tentaram voltar e não conseguiram. Mas é aguardar. Daqui para 2024 ainda tem muito chão.

E…
Vale lembrar que o partido comandado por José Carlos, o Patriota, não elegeu nenhum vereador. A sigla simplesmente não conseguiu fazer coeficiente eleitoral. Se a blogueira Kelly Queiroz não tivesse a candidatura impugnada, possivelmente o partido teria alcançado coeficiente. Ela foi impugnada apenas por causa de uma certidão exigida pela Justiça Eleitoral. E só foi comunicada depois que tinha passado o prazo. Possivelmente uma jogada para tirá-la do páreo, porque ela era uma forte concorrente dos outros candidatos da sigla.

Bala trocada
Uma boa parte dos políticos engana o eleitor, mas existe o troco, também. Há vários candidatos a vereador reclamando da “traição” de eleitores. Esperavam certa quantidade de votos que não apareceu nas urnas. Os espertos “comeram” de um e votaram em outros. Agora o eleitor que vota pensando em benefício próprio não tem nenhuma moral para falar mal de um político.

Já?!
Dois dias após as eleições já havia vereadores eleitos percorrendo os corredores do Palácio Dorgival  Pinheiro olhando os gabinetes que serão desocupados, em 31 de dezembro, pelos vereadores que não conseguiram se reeleger.

Judicialização
As eleições terminaram domingo, 15, mas a disputa em João Lisboa continua. Agora é na justiça. As coligações que se acham prejudicadas fazem denúncias contra o prefeito eleito Vilson Soares (PDT), acusando-o de captação ilícita de votos e outros crimes eleitorais. Vilson venceu com 7.589 votos, contra 7.044 de Dr. Fábio Holanda. Virou moda perdedores judicializarem eleições.

 Denúncia
O prefeito Assis Ramos anunciou ontem que esteve no Comando Geral da Polícia Militar, em São Luís, protocolando denúncia contra dois policiais militares que, segundo ele, na campanha eleitoral cometeram crime de calúnia, difamação e injúria contra sua pessoa. Assis Ramos prometeu que “todos aqueles que atingiram minha honra irão responder criminalmente”.
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...