MENU

17/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 17/11/2020 às 00h00min

Fora da Pauta


 
Feridos
Após a passagem das eleições e apuração, é hora de analisar quem perdeu e quem ganhou. Sim, pois em eleições tem aquele que mesmo não sendo o eleito a prefeito, não pode ser descartado como perdedor, e sim que ganhou. No caso dos candidatos a prefeito, muitos disputam sabendo que não terão chances no pleito, enquanto que outros, para cumprir exigência do partido em não ficar fora da eleição. Nestes casos, podemos citar dois nomes: Aluizio Mello, do PSOL, e Sandro Ricardo, do PCB. Ambos tinham a consciência de que seria difícil ser eleito.

Carreira
Já para Ildon Marques e Sebastião Madeira, a derrota significou muito, especialmente quando se fala em nova disputa e que provavelmente os dois não estarão nela. Para muitos, foi o encerramento da carreira política dos dois, pela idade e pelo fracasso nas urnas, embora ainda possam disputar um mandato de deputado daqui a dois anos, mas a prefeito, dificilmente.
Espaço
Para Daniel Fiim e Mariana Carvalho, as portas continuam abertas para daqui a dois anos. Embora tenham que recomeçar desde já a aglutinar forças ao redor deles. Fiim foi o primeiro a anunciar que estará pronto para ajudar a cidade, demonstrando que será candidato daqui a dois anos e ainda na sucessão de Assis Ramos. Agora sem grupo político, como foi na eleição anterior para deputado.

Derrotado
Por outro lado, pode-se afirmar que o tombo que levou Daniel Vieira, terá que se desdobrar se ainda pensa em eleições. Saiu desgastado da eleição e com votação muito abaixo da esperada.

Perdeu
Outro que saiu chamuscado e vai ter que penar muito para retornar será o ainda presidente da Câmara, José Carlos Soares, que se lançou candidato a prefeito e não conseguiu deslanchar e foi obrigado a desistir e apoiar uma candidatura que também naufragou e nem mesmo a vice conseguiu. Como não disputou a reeleição, fica sem mandato a partir de janeiro.

Zero
Vários candidatos a vereador tiveram apenas o voto deles e outros, nem isso. Conforme dados do TSE, estes foram os candidatos que não votarem nem neles mesmos: Rayane Silva (PDT),  Angélica Cardoso (AVANTE), Luzimar Assistente Social (CIDADANIA), Andreia Jane (PSOL), Isabela (PMN), Luisilene Gomes (PSL), Magaiver (PSL), Leidiane (PSL).

Um voto
Candidatos que só tiveram o voto dele mesmo: João Kleber (PROS), Remy (PSOL), Leidey Veloso (PROS)  e que ainda foi anulado por disputar sub judice Rita de Cássia (PSL) , Jesus (PODE), Vilma (PODE).

Suplente
Rogério Avelino ficou na segunda suplência do DEM, o primeiro é  Chiquim da Diferro e ele afirmou ontem que embora não tenha sido eleito, estava feliz com o resultado, pois teve mais votos do que muitos vereadores de mandato e até mesmo quem foi eleito, como foi o caso do Alberto Sousa, que com senador pedindo votos foi eleito e com menos votos do que o Rogério. A votação também agradou a sua mãe, Fátima Avelino.

Legenda
Mesmo sem coligação proporcional ainda teve vereadores eleitos com menos votos do que quem não foi. Exemplo de Hamilton Miranda, em Governador Edison Lobão, que teve 320 votos e ficou na suplência, enquanto Cabral foi eleito com 280 votos. Isso é explicado por que o partido não fez legenda para eleger vereador, enquanto o outro teve mais votos de partido.

Covid-19
Embora tenha negado em vídeo publicado no domingo, Sebastião Madeira amanheceu ontem em Brasília para se tratar da Covid 19. Ele gravou vídeo agradecendo e informando que está na capital para tratamento do vírus. Melhoras a ele. E saúde.
 
Link
WILLIAN MARINHO

WILLIAN MARINHO

WILLIAN MARINHO é colunista de política em O Progresso

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...