MENU

12/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 12/11/2020 às 00h00min

Bastidores


Disputa acirrada
 Conforme “articulistas” políticos, há uma briga de titãs entre candidatos a vereador do DEM. Cerca de sete candidatos estariam brigando por duas vagas, podendo chegar a três, porque são apontados como bons de votos. São nominados Esmerahdson de Pinho, Buzuca, Antonio Pimentel, Chiquim da Diferro, Rodrigo Avelino, Allan Jhonnes e Paulinho Lobão. Realmente fortes concorrentes. Se o partido fizer realmente três vereadores, deverá ser o único a chegar a esse número, porque outros não devem passar de dois. Na eleição deste ano não tem coligação proporcional, que permitia a união de vários partidos e, com isso, alcançavam coeficiente eleitoral que permitia um número razoável de eleitos. Sozinho, agora o partido tem que se rebolar para fazer um coeficiente de quase 7 mil votos para eleger apenas um. É aguardar!

Engraçado
Quando a pesquisa eleitoral beneficia o candidato, ela está certinha, o instituto é idôneo e etc. Mas quando os números não são favoráveis, vem a campanha para desacreditar não só a pesquisa, como também o próprio instituto que fez. Assim está sendo, e sempre foi. Mas os candidatos sabem. Eles mesmo tem pesquisas, só que a maioria não tem coragem de divulgá-las, porque os números não lhes são favoráveis. Outra coisa: a pesquisa reflete o momento em que ela foi feita. Às vezes não bate com o resultado das urnas porque acontece mudança na reta final da eleição, especialmente quando é pequena a diferença de um candidato para outro. O resto é choro.

E…
As apostas estão altas. Quem vence a eleição? Dos que estão melhores colocados, quem ficará em quarto lugar? São apostas de todo jeito. Depois de amanhã saberemos.

Entrevistas
O PROGRESSO está publicando na edição de hoje um caderno com entrevistas dos candidatos a prefeito. Dos 10 que disputam o pleito, oito responderam as perguntas enviadas. Não responderam Sebastião Madeira e Pastor Daniel Vieira. Este alegou “falta de tempo”. O outro não apresentou justificativa. A publicação está na ordem alfabética: Aluízio Melo, Assis Ramos, Daniel Fiim, Ildon Marques, Manoel Garimpeiro, Marco Aurélio, Mariana Carvalho e Sandro Ricardo.

Olha aí!
Cerca de 250 candidatos no Maranhão devem ser investigados pelo  Ministério Público Federal sobre possíveis práticas de estelionato. Relatório encaminhado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) ao Ministério Público Eleitoral aponta que o patrimônio declarado pelos candidatos ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é igual ou superior a 300 mil reais e que os mesmos teriam recebido o auxílio emergencial do governo federal. Segundo o procurador regional Eleitoral, Juraci Guimarães Júnior, “a ética e a moralidade dos candidatos é pressuposto para o exercício de mandato eletivo. No Maranhão, inúmeros candidatos foram identificados por supostamente terem recebido auxílio federal emergencial da pandemia, embora tivessem patrimônio incompatível. Dessa forma, é fundamental a investigação para apurar a responsabilidade pela prática de estelionato”. De Imperatriz há pelo menos três candidatos a vereador.

Coronavírus
Aglomeração em todo canto do país por conta das campanhas eleitorais. Com isso, os casos de Covid-19 voltaram a acontecer de forma assustadora em algumas cidades. E não poderia deixar de ser. Eventos políticos estão reunindo milhares de pessoas, seja em comícios, carreatas e passeatas. Há também as reuniões. Em São Luís, a Covid já “derrubou” pelo menos três candidatos a prefeito. Primeiro foi o juiz aposentado José Carlos Madeira (Solidariedade), que inclusive desistiu da candidatura. Depois foi Eduardo Braide (Podemos) e agora Duarte Júnior (Republicanos). 
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...