MENU

11/11/2020 às 00h00min - Atualizada em 11/11/2020 às 00h00min

Bastidores


Apelação
Não se observa na maioria dos candidatos o direito de reclamar de outros por causa de ataques, porque, com raríssima exceção, o fogo está vindo de todos lados. Há até postagens aceitáveis, porque eleição é uma “guerra” e o candidato tem que mostrar o lado negativo do adversário, mas do jeito que está acontecendo é pura baixaria, apelação. Além das agressões gratuitas, até contra familiares, grassam as fake news, prática que ainda poder dar dor de cabeça a envolvidos. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) até lançou uma campanha de combate à desinformação com a mensagem “Se for fake news, não transmita”.  A Corte, inclusive, fez uma parceria com sete agências de checagem que trabalham na identificação de notícias falsas. As agências parceiras da iniciativa são: AFP, Agência Lupa, Aos Fatos, Boatos.org, Comprova, E-Farsas, Estadão Verifica, Fato ou Fake e UOL Confere. Nesta semana, reta final da campanha, os “pistoleiros” das redes sociais têm intensificado as suas ações e já existe movimentação de determinado lado com a finalidade de levar as barras da justiça responsáveis por notícias falsas.

E…
A decisão da juíza Edilza Barros Ferreira Lopes Viégas assanhou ainda mais a militância de Ildon Marques, que saiu às ruas na noite de segunda-feira para festejar o deferimento da candidatura do ex-prefeito. Ela acolheu os embargos de declaração e agora Ildon está apto a concorrer ao Palácio Renato Moreira.

Vice
Pouco se ver candidatos a vice-prefeito nos eventos dos cabeças das chapas. Há vices que a grande maioria da população não sabe os nomes. A contribuição do vice seria puxar para o candidato a prefeito, mas em Imperatriz são poucos os que fazem a diferença. A maioria só está mesmo preenchendo a vaga.
 
 Olha aí! - I

O compositor, cantor e instrumentalista Chiquinho França divulgou uma nota de desabafo contra o governo do Estado. “É com muita tristeza e decepção que venho anunciar a minha desistência de fazer frente nas várias tentativas de parceria sem sucesso com o atual governo do nosso estado. Recebemos definitivamente um NÃO do Dep. Federal Márcio Jerry, que me ligou pra dizer que era realmente uma grande burrice essa nossa insistência, que nós estaríamos incomodando e constrangendo o governador com o movimento MARANHÃO MUSICAL. Fiquei pasmo, realmente não sei como um convite de parceria num projeto tão bonito e grandioso por envolver todos os artistas do Maranhão ser ofensivo”.

Olha aí! - II
Chiquinho França acrescentou que “a conclusão é que não querem saber de projeto que projeta toda uma classe artística. Assim correm o risco do artista fazer sucesso, se tornar independente e passar se auto sustentar com seu próprio trabalho. Preferem nos manter por perto e controlados”. O artista se sente excluído dos eventos realizados pelo governo. “Participo de todos os editais do Governo, mas minha música e meu trabalho, infelizmente, não tem nível pra subir no palco desse grande Governo”, ironizou o artista.

Denúncia
A coligação “Dom Pedro Pode Mais” protocolou denúncia na Polícia Federal contra o secretário estadual de Segurança Pública, delegado Jefferson Portela, acusado de uso indevido do poder. Segundo a representação, Portela utilizou da sua posição de poder para intimidar opositores durante um evento político realizado em Dom Pedro. O documento destaca que durante o evento, o secretário afirmou em discurso que  “ninguém irá roubar as eleições do Galego. Nós não vamos deixar! Não adianta se esconder para querer roubar, não! Porque vai direto para gaiola, não tem conversa!”.
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...