MENU

27/10/2020 às 00h00min - Atualizada em 27/10/2020 às 00h00min

Linha de Fundo



JOGOS DE HOJE

Copa do Brasil – Oitavas de finais – ida

21h30 – Botafogo x Cuiabá

Se estava ruim
Com mais uma goleada, desta feita para o Remo, a situação ficou pior ainda e sem querer jogar a toalha, acho que agora infelizmente, o Imperatriz está de volta a Série D, em 2021. Um time com um aproveitamento de 2,8%, não tem como recuperar e pelo menos manter na série em que está. Em 12 jogos, perdeu 11, a maioria de goleada, marcou apenas 7 gols, levou 32, saldo negativo de 25 gols, não tem como recuperar. Para operar um milagre, teria de vencer todos os seis jogos que ainda faltam e ainda depender de resultados alheios.

Desabafo
A entrevista do zagueiro Ramon Baiano, após o jogo contra o Remo, foi na verdade um desabafo. Afinal de contas, todos têm um nome a zelar e essas goleadas que o Imperatriz está levando, não fica nada bem para uma futura contratação por outras equipes. Agora, esse tal de Marcelo Lucas, pedir retratação do jogador, é brincadeira. Ele e a empresa dele, são que têm de retratar com o Imperatriz e principalmente com a torcida. Muito cara de pau esse cidadão.

Precipitada
Essa decisão da diretoria, em querer se livrar do time de qualquer jeito, principalmente devido a situação financeira, foi precipitadíssima. Deveria ter pesquisado mais a praça, mas não fizeram isso e a coisa piorou mais ainda. Rebaixado já está, agora o que tem de ser feito é não deixar o time cometer w x o e ser suspenso por dois anos de suas atividades. Isso não se pode concordar. Que se virem nos 30, para que isso não ocorra, porque se acontecer, pode escrever, o Imperatriz já era, dificilmente voltará ás suas atividades.

Não entrarão em campo
Segundo informações, os jogadores que restaram, porque a maioria já se mandou, disseram que se não tiver reforços, não entrarão em campo para o jogo contra o Santa Cruz, no próximo sábado (31), ás 17h. O Imperatriz, no momento, tem apenas 13 jogadores em condições de jogo. Com o problema do meia Breno, que o Imperatriz foi denunciado pelo Fenix do Uruguai na Fifa, o Cavalo de Aço, está proibido de inscrever jogadores.

Gerado
Várias pessoas perguntaram a coluna, como essa dívida de U$ 40 mil dólares, cerca de R$ 224 mil, em desfavor do Imperatriz, foi gerada. A coluna explica. O meia Breno, embora seja brasileiro, fez a sua base toda nesse Fenix do Uruguai. Como ele foi negociado com o Imperatriz, segundo informações, pelo empresário, o Fenix, tem direito, por ter sido o clube que revelou o jogador. Fez as contas, e a dívida foi gerada em dólares. Tudo certo, porque é determinação da FIFA. A mancada foi da diretoria do Imperatriz, que com tanto jogador aqui no Brasil, foi atrás desse Breno, que não é a última Coca Cola do deserto. Não contribuiu em nada com o time e ainda está dando prejuízo.


CURTINHAS
Segundo informações, jogadores do Imperatriz estão jogando no sacrifício, alguns a troco de injeções para suportarem as dores***O Imperatriz só tem 13 atletas, 11 saem jogando e apenas 2, incluindo o goleiro, ficam banco***Estão sendo irresponsáveis, com essa situação***Se virem, corram atrás do dinheiro para pagar o Fenix, para que não aconteça w x o***Na verdade, tentaram um acordo, com pagamento parcelado, seria R$ 53 mil em cinco meses***A diferença, seria os juros, mas parece que o Fenix ficou com medo do Imperatriz não cumprir o acordo e não pediu a liberação na FIFA***Que situação chegou o Imperatriz***Isso tudo aconteceu quando o presidente perdeu o foco do clube, com a chegada da política***Além é claro, a pandemia, com o diferencial que essa doença maldita não afetou apenas o Imperatriz, mas todos os clubes de futebol do mundo***É incrível acreditar, mas segundo informações, quando os jogadores chegaram de Belém, onde perderam de 5 a 0 para o Remo***Encontraram a casa do atleta sem energia e no dia seguinte, não teve o café da manhã.
Link
DEMA DE OLIVEIRA

DEMA DE OLIVEIRA

DEMA DE OLIVEIRA é responsável pelas editorias de Polícia e Esportes

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...