MENU

02/12/2022 às 00h00min - Atualizada em 02/12/2022 às 00h00min

Fora da Pauta

WILLIAN MARINHO

WILLIAN MARINHO

WILLIAN MARINHO é colunista de política em O Progresso

Vidas

“A primeira vez que vi minha mãe doando sangue, eu era bem pequena e fiquei falando que um dia também iria doar. Agora, tive a oportunidade e vim”. A experiência foi da universitária Joana Daia, que doou sangue pela primeira vez, um gesto que pode salvar vidas.

Baixo

De acordo com dados divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), o estoque de bolsas de sangue no Centro de Hematologia e Hemoterapia (Hemomar) segue com nível abaixo do normal devido à grande demanda. Com a proximidade das festas de fim de ano, esse cenário deve piorar. A média de doação mensal é de 3.300 bolsas. Ainda segundo o Estado, o Hemomar coletou 39.751 bolsas de sangue de janeiro a setembro de 2022.

Parcerias 

Valma Costa, coordenadora do núcleo de captação externa do Hemomar, explica que é através das parcerias que o Hemomar consegue aumentar o estoque de bolsas. “Sempre precisamos de sangue porque atendemos os hospitais públicos e alguns particulares que necessitam de muito sangue. Por isso, precisamos estar com o estoque significativo para atender essas pessoas. As parcerias voluntárias são essenciais”, garante.

Aulas 

As escolas particulares do Maranhão têm autonomia para decidir sobre os horários de aulas e expediente de profissionais durante os dias de jogos da seleção brasileira na Copa do Mundo do Qatar, que iniciou neste final de semana. De acordo com o presidente do Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino do Estado do Maranhão (Sinepe/MA), o posicionamento visa respeitar os diferentes horários de funcionamento das unidades escolares e os acordos já firmados entre estas e os seus funcionários. “Algumas escolas têm aulas pela manhã, outras à tarde e outras nos dois turnos. Sendo assim, cabe aos estabelecimentos organizar o horário de acordo com a sua demanda”, explica o presidente do Sinepe/MA, Paulino Pereira.

Destaque

O time Enactus Facimp, grupo de acadêmicos e professores que promovem ações na comunidade Açaí Km 1700, ganharam destaque na World Cup Enactus 2022, competição internacional que acontece anualmente e valoriza o impacto social causado pelos acadêmicos de todos os cantos do mundo. A equipe de Imperatriz que recentemente foi campeã nacional no evento Enactus Brasil (Eneb) 2022, teve ainda mais reconhecimento pelos esforços e impactos sociais gerados na localidade, afinal, tudo isso os permitiu a participação no evento internacional, torneio que reuniu estudantes do mundo inteiro.

Semifinalista

O time da Facimp foi semifinalista da competição, realizada em Porto Rico. Os estudantes também tiveram a oportunidade de fazer apresentações e trocar experiências com dezenas de outros times de diversas partes do mundo, como explica Ana Clara, uma das acadêmicas da Enactus Facimp. “As experiências têm sido incríveis. Já visitamos alguns estados brasileiros e, agora, com essa oportunidade internacional, conseguimos uma conexão com outras culturas por meio das novas amizades e praticamos a língua inglesa nas apresentações”.
Leia Também »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90