MENU

09/11/2022 às 00h00min - Atualizada em 09/11/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

 

Solidariedade

Um grupo de magistradas prestou solidariedade à juíza federal Clara da Mota Santos Pimenta Alves, que atua como auxiliar no gabinete do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Clara foi alvo de violência política por defender o processo eleitoral e discriminação regional por ser nordestina. Participaram do encontro, no gabinete do ministro Fachin, juízas que atuam no STF, no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no Conselho da Justiça Federal e na Justiça Federal. Clara registrou boletim de ocorrência na Polícia Federal em Cuiabá, onde ocorreram os fatos, e apresentou denúncia no setor de Compliance da multinacional na qual o homem trabalha, para que haja responsabilização. Conforme o relato feito à Polícia Federal e à empresa, a magistrada estava em uma pizzaria com as duas filhas, após uma apresentação na escola, acompanhada de outros pais e crianças. A partir daí, iniciou-se uma conversa sobre as eleições brasileiras, e um dos integrantes da mesa afirmou que houve fraude no processo. Clara defendeu o sistema eleitoral, esclarecendo que ele era íntegro. Ciente de que Clara era juíza, de origem baiana e atuava no STF, um homem que estava na mesa disse que a vitória de Lula se devia ao fato dos baianos terem votado no petista, que se tratava de “assistidos” e que a Bahia “não representa o PIB” e “não produz nada”. Completou ainda que Lula foi votado por servidores públicos que “não trabalham” e “não fazem nada”. Em razão dos insultos, a magistrada deixou o local e passou a adotar as medidas legais para responsabilizar, civil e criminalmente, o agressor.

Oposição 

O grupo Sarney enfrentou por muitos anos uma forte oposição, antes liderada por Epitácio Cafeteira, depois Jackson Lago e em seguida Flávio Dino. Os Sarney perderam o comando do Palácio dos Leões e a oposição virou situação, liderada por Flávio Dino, que passou mais de sete anos como governador e no último dia 02 de outubro elegeu seu sucessor, Carlos Brandão. Agora, a oposição tem cara nova. O ex-candidato a governador Lahesio Bonfim teve um encontro com o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, e vão formar a nova oposição no estado. A (ex)oligarquia assiste de camarote. 

Prefeitura

Ontem, o deputado federal reeleito Márcio Jerry (PCdoB) voltou a falar sobre a possibilidade de disputar a prefeitura de São Luís, em 2024. “Em 2019 nós chegamos a discutir essa possibilidade. Eu tenho já uma certa vivência na política maranhense. Faço política desde a adolescência. Conheço de A a Z. Tenho legitimidade política, tenho biografia e tenho capacidade técnica de ser prefeito da minha cidade. Disse ‘sim’ a meu partido para que o meu nome seja colocado oportunamente. Esse debate não é de agora”, destacou o deputado.

Emenda 

O deputado Márcio Jerry anunciou via Twitter que mais uma vez destinará emenda ao Instituto Federal de Educação do Maranhão (IFMA), campus de Imperatriz. O parlamentar atendeu em audiência no seu gabinete na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (08), o diretor do campus, professor Lauro Pinheiro, de quem recebeu documento com demandas da instituição. Jerry não adiantou que área específica deverá ser contemplada pela emenda, mas reafirmou compromisso de lutar "sempre pela valorização da educação em todos os níveis, dos quadros administrativos, de servidores e de professores das instituições de ensino do Maranhão, sejam de ensino fundamental, médio, técnico ou superior do Maranhão". 

Dobrar

A senadora Maria do Carmo Alves (PP-SE) apresentou um projeto de lei (PL 2699/2022) para dobrar o valor da multa para quem for pego usando o telefone celular ao volante. O uso de celular ao volante já é a terceira maior causa de mortes no trânsito no Brasil, ficando atrás apenas do excesso de velocidade e da embriaguez ao volante.

Covid

O último boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, nesta terça-feira, não registra nenhum caso de Covid-19 em Imperatriz. Também não há nenhum leito de UTI ou clínico ocupado. Foi registrado um óbito no município de Coroatá.  
Leia Também »
Comentários »