MENU

19/10/2022 às 00h00min - Atualizada em 19/10/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

 

Problemas

A presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, desembargadora Angela Salazar, recebeu das mãos do corregedor, desembargador José Luiz de Almeida, Relatório que identificou os principais problemas do 1º turno no estado. Em resumo, o documento aponta o alto tempo de votação por parte do eleitor tendo em vista que eram 5 cargos em disputa; as agregações de seções; o número de eleitores no limite do que estabelece a legislação em cada seção; além de travamento de algumas urnas eletrônicas, problemas de identificação biométrica do eleitor, entre outros. “Aqui estão publicados todos os problemas que nós tivemos e as soluções que nós estamos apresentando para nos anteciparmos às ocorrências. Quero agradecer à Vossa Excelência e à juíza Rosângela Prazeres que no dia da eleição esteve junto com a gente, testemunhando as dificuldades que tivemos; e à nossa equipe, que fez questão de fazer um levantamento geral de tudo que tem acontecido’, explicou o corregedor durante a entrega. Ele complementou que “o objetivo comum é de somar e isso aqui é como se fosse um trabalho também da Presidência. Por esse motivo eu tive o cuidado, em primeiro lugar, de trazer este documento às mãos de Vossa Excelência, que depois será entregue aos demais membros da Corte”.

Recuado 

Por que o ex-candidato a governador bolsonarista Lahésio Bonfim (PTB) sumiu do cenário político maranhense depois das eleições de 2 de outubro? Os bolsonaristas esperavam o seu empenho no segundo turno para ajudar a reverter a situação na eleição presidencial. Em livre no Instagram, Bonfim explicou que não compareceu a um evento da primeira-dama, Michelle Bolsonaro, em São Luís, porque não recebeu nenhuma ligação. “Eu não iria sair 900 km da minha cidade [São Pedro dos Crentes] para São Luís e ser barrado. Eu não fui porque tenho amor-próprio. Eu não tenho mais mandato, tenho boca pra alimentar”, destacou. 

E…

O deputado federal reeleito Josivaldo JP (PSD) também não tem demonstrado empenho na busca de votos para Bolsonaro neste segundo turno. Em Imperatriz, ele e Mariana Carvalho (PSC) encarnaram o bolsonarismo e tiveram uma votação expressiva. Mariana está em empenhada na campanha do presidente. 

Sem alteração 

Uma ducha de água fria nas pretensões de quem esperava uma reviravolta no resultado para deputado federal no Maranhão. O MDB solicitou nova distribuição de vaga por média, o que beneficiaria o primeiro suplente, o ainda deputado Hildo Rocha. O partido elegeu apenas Roseana Sarney. Só que o TRE-MA julgou improcedente o pedido e o resultado dos eleitos permanecem inalterado. Caso fosse acatado, o primeiro suplente do PSB, Clayton Noleto, também poderia ser beneficiado.

Feriadão

Conforme decreto assinado na segunda-feira, o governador Carlos Brandão transferiu o feriado do servidor público do dia 28 de outubro para 31, e decretou ponto facultativo dia 1º de novembro, véspera do feriado de finados. Assim, os servidores públicos estaduais terão um feriadão de 29 de outubro a 2 de novembro.

Esclarecer 

Ontem, a Comissão de Direitos Humanos do Senado aprovou Requerimento convidando a ex-ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, senadora eleita Damares Alves, para prestar informações sobre supostos crimes contra crianças na Ilha de Marajó (PA). A iniciativa é do senador Carlos Fávaro (PSD-MT). 

Ele disse

- “Não queremos a criminalização das pesquisas, e sim sua regulamentação”. Presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL). 
Leia Também »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90