MENU

15/10/2022 às 00h00min - Atualizada em 15/10/2022 às 00h00min

VALEI-ME OUVIDORIA CELESTIAL!!!

BANDEIRA NETO

BANDEIRA NETO

Nelson BANDEIRA NETO é cronista e funcionário do SESI-Serviço Social da Indústria


  

Os atos que o eterno e insubstituível CRISTO REDENTOR tem feito, determinando o cumprimento de seus atos sobre a terra, seja recebido com naturalidade, pela fé, de sua existência.

Você já imaginou, mesmo assim, que há indício de sacrilégio indenizatório insinuado quanto à ação do onipotente? Sobre o exercício desse poder? Quando age e, o acaso acontece?

Você acredita, Altíssimo?

Ou seja, ocorrência, acontecimento casual, incerto e imprevisível... eventualidade como uma intempérie climática?

Sim! Tendo como fortuito:

Deu-se um mau tempo com muito vento, chuva e granizo no último dia 09/10/22, na cidade de Imperatriz, causando-se à vista disso condições específicas de temperatura e umidade com nuvens de elevada altitude, culminando com um vendável inesperado.

O mais inconveniente...

De que nossa cidade não tem capacidade estrutural para o escoamento de águas torrenciais; por falta de esgotos; por exemplo a Rua Monte Castelo, que se torna num verdadeiro rio, levando tudo que se encontra pela frente [quando chove].

Foi o que aconteceu. Carros estacionados em calçadas de domínio público; letras identificatórias, pela força do vento, se desprenderam de paredes de prédios e ferindo muitas vezes bens móveis ou até imóveis.

E o pior, certos arranhões ou machucados em veículos estacionados em lugar proibido! Como faixas para deficientes! E para idosos!

As calçadas, pelo código de postura, são de domínio público. Sim.

E mais um fator preponderante...

Quem mandou colocar seus carros nas vias públicas? Ao invés de suas garagens? Num domingo?

A administração privada de quaisquer condomínios, como é de praxe, não assume prejuízo advindo das condições atmosféricas catastróficas, em espaços públicos, pela exposição de seus pertences.

Por mais bizarro que tenha as partes traumatizadas...

... os desastres naturais causados pelas ações da natureza, como enchentes, alagamentos, fortes chuvas, vendavais, granizo, terremoto, quedas de árvores, entre outros...

Se possuir alguma premonição...

Quando for contratar seguro para seus carros (“”) precisam ficar atentos às suas necessidades e que tipo de cobertura protegerão seus veículos etc.

Pelo olhômetro... é a única proteção contra risco provocado pela natureza.

Ainda, observando que o estado e município, cabe a função de fiscalizar a conservação das vias públicas. Caso os transeuntes sofram danos, sejam, corporais móveis ou imóveis, a responsabilidade é das duas autoridades gestores.

Finalizando com o desmantelo deste cataclisma – com o resultado de uma ação venial, digno de perdão, desculpas, perdoável.

Certo que a natureza é muito tolerante diante da ação nefasta do homem... ao ponto de responder – isto posto - quando o ecossistema é agredido não se defende, mas, apenas se vinga...

Ente Supremo!

É isto mesmo! (...) Tem pessoas que criam suas próprias tempestades e depois ficam tristes quando chove!

Portanto, recorre-se a Ouvidoria Celestial, que tem espaço entre o céu e a terra e que atua como centralizador e facilitador inquestionável, sobre as relações humanas... que fique de olho para as mesmices profanas!

                                                                         Esperamos um bom inverno...

Leia Também »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90