MENU

11/10/2022 às 00h00min - Atualizada em 11/10/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Auditoria

O secretário-geral do Tribunal de Contas da União (TCU), Frederico Carvalho Dias, entregou ao secretário-geral da Presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), José Levi Mello, ofício requisitando acesso aos Boletins de Urna (BUs) de uma amostra de 4.577 seções eleitorais que foram sorteadas aleatoriamente pelo órgão para serem submetidas à auditoria. A avaliação vai comparar os BUs recolhidos com a totalização referente ao primeiro turno das Eleições 2022 divulgada pela Corte Eleitoral. Foram requisitados BUs de aproximadamente 2,3 mil municípios. Isso significa que cerca de 40% dos municípios com eleição, no Brasil e no exterior, terão pelo menos uma urna auditada pelo TCU. Das 4.577 seções sorteadas, cerca de 970 estão localizadas em capitais e dez no exterior. A meta mínima de conferência é de 4.161 Bus.  A amostra requisitada tem grau estatístico de confiabilidade de 99% e margem de erro de 2%, além de considerar a variância de 50%. Os parâmetros foram estabelecidos pela equipe de auditoria do TCU considerando critérios de risco. Vale destacar que cada uma das 472.075 seções eleitorais que funcionaram no primeiro turno do pleito tinham a mesma probabilidade de ser selecionadas. O resultado desta fase da auditoria constará dos próximos dois relatórios a serem produzidos pelo TCU sobre o sistema eletrônico de votação. A previsão é de que sejam divulgados nos meses de novembro e início de fevereiro, respectivamente. O secretário-geral da Corte de Contas explicou a importância dessa averiguação para a sociedade brasileira. “O TCU vem realizando essa auditoria em várias etapas, para avaliar o sistema eleitoral como um todo. É interessante observar que, por ser um órgão técnico, que baseia suas auditorias em padrões internacionais, o Tribunal [de Contas] tem todo o respaldo para poder opinar nos procedimentos que vêm sendo adotados sobre o assunto”. José Levi Mello destacou que a Justiça Eleitoral é transparente e absolutamente aberta. 

Fiscalização do pleito

Na reunião, o secretário-geral da Presidência do TSE, José Levi Mello, ressaltou que outras entidades podem atuar como fiscais do pleito, a começar pelos partidos políticos, que, segundo ele, são “uma correia de transmissão entre sociedade e poder público”, incluindo também outras instituições como a Polícia Federal, as Forças Armadas, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e todo o leque de entidades fiscalizadoras. “O TSE está reiteradamente aberto a receber as equipes dessas entidades fiscalizadoras para demonstrar aquilo que é evidente, que é o absoluto compromisso com o processo eleitoral e com a democracia do nosso país”, completou Levi.

Especulações 

Com os resultados das eleições no último dia 02, já começam as especulações sobre a disputa municipal de 2024 em Imperatriz. São apontados como prováveis candidatos, claro, os que obtiveram melhor votação na cidade. Mas ainda é muito cedo para se montar cenário do pleito, porque ainda está distante e em política muita coisa muda. Magalhães Pinto já dizia: “Política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Olha de novo e ela já mudou”. Portanto, é aguardar mais. 

E...

A votação dos candidatos a deputado federal por Imperatriz no município foi a seguinte: Josivaldo JP (PSD): 28.969 votos (20,87%); Mariana Carvalho (PSC): 19.686 votos (14,18%); Clayton Noleto (PSB): 19.032 votos (13,71%); Rodrigo Brasmar (PROGRESSISTAS): 6.084 votos (4,38%); Luciano Galego (PL): 4.949 votos (3,56%); Dr Alair (MDB): 2.553 votos (1,84%).

Estadual 

Para deputado estadual, os candidatos locais tiveram a seguinte votação em Imperatriz: Rildo Amaral (PROGRESSISTAS): 22.678 votos (16,31%); Janaina Ramos (Republicanos): 15.585 votos (11,21%); Marco Aurélio (PSB): 15.498 votos (11,14%); Ricardo Seidel (PSD): 12.831 votos (9,23%); Aurélio Gomes (PT): 9.283 votos (6,67%); Antônio Pereira (PSB): 5.547 votos (3,99%); Pastor Daniel Vieira (PSC): 4296 votos (3,09%), Alan da Marissol (PATRIOTAS): 3.833 votos (2,76%); Raymara Lima (PODEMOS): 2.212 votos (1,59%). 

Fake News

- “O Maranhão foi o único estado a criar uma universidade pública nos últimos anos, a UEMASUL, orgulho do nosso povo. Não há cortes em nosso estado. Temos o 2º maior salário de professor do Brasil. E vamos continuar investindo. Educação é prioridade”. A afirmação é do governador Carlos Brandão (PSB), ao desmentir as informações de que teria feito corte na verba da Universidade.
Leia Também »
Comentários »
OPROGRESSONET Publicidade 1200x90