MENU

23/09/2022 às 00h00min - Atualizada em 23/09/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Fake News

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou, nesta quinta-feira (22), que o Instagram e o TikTok removam dois vídeos que acusam o Ministério da Educação (MEC), no governo do Partido dos Trabalhadores (PT), de distribuir às escolas infantis um livro com conteúdo impróprio aos alunos. Na época, o MEC informou que a publicação sequer constava do Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) e do Programa Nacional Biblioteca da Escola (PNB). Um dos vídeos exibidos é uma entrevista antiga do então deputado federal Jair Bolsonaro. A maioria do Plenário acompanhou o voto do presidente do Tribunal, ministro Alexandre de Moraes, que divergiu do relator, ministro Paulo de Tarso Sanseverino, e deferiu integralmente a liminar para a retirada dos vídeos da internet. Caso não removam os vídeos, as redes sociais estão sujeitas a uma multa diária de R$ 5 mil. Alexandre de Moraes destacou que os vídeos circulam desde 2018 e, por isso, é necessária uma ação efetiva e imediata do TSE para que os conteúdos não continuem na internet, mesmo que estejam identificados com a tarja de “Notícia falsa”. Em 15 de outubro de 2018 ficou registrado que o Ministério da Educação já desmentiu a informação em diferentes oportunidades, afirmando que o livro nunca integrou a base de livros didáticos distribuídos ou recomendados pela instituição. Antes ainda, em 2013, o Ministério da Educação já havia respondido à imprensa que a informação sobre a suposta recomendação era equivocada. “O cenário gravíssimo, sombrio, reforça esses comportamentos tendenciosos, fake news e desinformação que o Tribunal Superior Eleitoral vem combatendo com tanto rigor. São dois combates: a todo o tipo violência (física ou moral) e o combate à desinformação. O eleitor não pode ser coagido fisicamente, moralmente, e não pode ser desinformado de forma fraudulenta e tendenciosa”, disse Moraes, ao afirmar que a Justiça Eleitoral deve combater condutas que buscam impactar o eleitorado com notícias falsas e já desmentidas.  
 

E…

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) também determinou que as redes sociais Twitter e Facebook excluíssem publicações do deputado federal André Janones (Avante) por divulgar conteúdo inverídico. Janones acusou Jair Bolsonaro (PL), candidato à reeleição pela coligação Pelo Bem do Brasil, e o partido que integra, de atuarem diretamente para a suspensão da lei do piso salarial nacional para profissionais de enfermagem.
 

Suspenso

Há poucos dias, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA) confirmou a cassação de toda a chapa de candidatos a vereador do Partido Liberal de Miranda do Norte no pleito de 2020, em virtude do uso de candidaturas femininas “laranjas”. O partido elegeu seis vereadores. Com isso, haverá o reprocessamento dos votos para definir os que assumirão as vagas. O reprocessamento foi marcado para esta sexta-feira, 23, mas a juíza eleitoral Anna Graziella Neiva decidiu que só ocorrerá  após manifestação de uma das partes no processo e do Ministério Público Eleitoral. 
 

E…

Além de Miranda do Norte, a Justiça Eleitoral também cassou mandatos de dois vereadores do PP de Caxias e dois do MDB de Lago do Junco. Também está suspensa a recontagem de votos até o julgamento de embargos de declaração.
 

Disputa 

A disputa pelos votos dos eleitores de Buriticupu está acirrada entre duas candidatas a deputada estadual da cidade. Estão na “briga” a deputada Betel Gomes e Edna Silva, esposa do prefeito João Carlos. Betel é esposa do ex-prefeito Zé Gomes. Em Buriticupu está virando tradição a primeira-dama ser eleita deputada, pois em 2010 o então prefeito, Antonio Primo, também conseguiu eleger a esposa, Francisca Primo, reeleita em 2014. O ex-prefeito faleceu em dezembro de 2020.
 

 Apoio

O prefeito de João Lisboa, Vilson Soares (PDT), está apoiando a reeleição do deputado federal Hildo Rocha (MDB), com o qual participou de uma caminhada no início da semana. Para a Assembleia Legislativa, Vilson apoia a reeleição do deputado Rildo Amaral (PP). 
 

Apoio II

Em Estreito, o governador e candidato à reeleição, Carlos Brandão (PSB), tem o apoio do prefeito Leo Cunha (PSC) e do ex-prefeito Cicin Neco (MDB), que é candidato a deputado estadual. Os dois são adversários políticos, mas estão juntos na campanha de Brandão e também do ex-governador Flávio Dino (PSB), candidato a senador. Para federal, Leo apoia o deputado Márcio Jerry (PCdoB) e Cicin apoia o ex-secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto (PSB). 
Leia Também »
Comentários »