MENU

16/09/2022 às 00h00min - Atualizada em 16/09/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Preservação ambiental 

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) é um dos tribunais que celebraram com a Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon), Acordo de Cooperação Técnica que tem por finalidade a atuação conjunta entre os Tribunais de Contas da Amazônia Legal para planejamento e execução de ações coordenadas de natureza fiscalizatória, projetos de capacitação e compartilhamento de dados, tecnologia e recursos em temas ligados ao desenvolvimento sustentável da Amazônia. O Acordo de Cooperação Técnica foi concretizado durante a realização do I Congresso Ambiental dos Tribunais de Contas, em Manaus/AM, cujo tema é “O desenvolvimento sustentável na Amazônia e a Atuação dos Órgãos de Controle no Combate ao Desmatamento”, que se encerra hoje. A programação do encontro é formada por diversas palestras com temas voltados à preservação ambiental com foco no contexto do desenvolvimento das políticas públicas relacionadas a esse campo e a atuação dos órgãos de controle externo. Para o presidente do TCE, conselheiro Washington Oliveira, a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica revela que os tribunais de contas brasileiros estão atentos a um aspecto estratégico para o desenvolvimento socioeconômico do Brasil, como a preservação ambiental, fator crucial para assegurar a competitividade no cenário econômico internacional. “Os tribunais de contas têm papel fundamental na fiscalização das políticas públicas voltadas à preservação do meio ambiente. A assinatura desse Acordo de Cooperação Técnica nos permitirá realizar as ações necessárias para que atuemos nesse campo com efetividade e segurança, gerando resultados que contribuam para o desenvolvimento das potencialidades de nosso país”, afirmou.

Critérios 

Emissoras de rádio e tv podem definir critérios para entrevistar candidatos. Na sessão desta quinta-feira, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) referendou, por unanimidade, três decisões da ministra Maria Cláudia Bucchianeri em representações que questionavam os critérios adotados pela TV Globo e pela Rádio e TV Record na realização de entrevistas de candidatas e candidatos a presidente da República nas Eleições 2022. Em decisão individual, a ministra negou liminares solicitadas pela candidata Soraya Thronicke (União) para que as emissoras ampliassem o número de candidatos convidados para as entrevistas. Isso porque as emissoras convidaram para sabatinar apenas os quatro primeiros colocados em pesquisa de opinião pública. Maria Cláudia também negou liminar solicitada pela coligação Brasil da Esperança, do candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Eles pediam que a ordem dos entrevistados na Record, na próxima semana, fosse definida por sorteio. Ao levar as representações ao Plenário, a ministra lembrou que os critérios estabelecidos em lei para debates não se aplicam a entrevistas, que não possuem regramento específico na legislação. 

Paz

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em parceria com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e times da série A lançaram nesta quinta-feira a Campanha pela Paz nas Eleições 2022. A ação começou ontem, data em que é celebrado o Dia Internacional da Democracia, na partida entre Corinthians e Fluminense. O início da partida foi marcado pela presença de uma urna eletrônica inflável gigante. A ação com a urna inflável acontecerá em vários jogos, entre os quais Flamengo x Fluminense, no próximo domingo. 

Gastos

Conforme a divulgação de prestações de contas parciais dos candidatos, o senador Weverton Rocha (PDT) já gastou R$ 5,7 milhões, seguido do governador Carlos Brandão (PSB), com R$ 3,2 milhões. Edivaldo Holanda Júnior (PSD) já gastou R$ 2,9 milhões; Lahesio Bonfim (PSC) - R$ 872 mil; Simplício Araújo (Solidariedade) – R$ 330 mil; Enilton Rodrigues (PSOL) - R$ 69,8 mil; Joas Moraes (DC) - R$ 34 mil; Frankle Costa (PCB) - 7,7 mil; Hertz Dias (PSTU) - R$ 1,2 mil.  

 Números da pandemia

Boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-MA) registrou 46 novos casos de Covid-19 em Imperatriz. O boletim do dia anterior registrou 75 casos. Os leitos de UTI e clínicos continuam todos desocupados. Nenhum óbito foi registrado nas últimas 24 horas no estado. Já ocorreram 10.989 mortes.
Leia Também »
Comentários »