MENU

14/09/2022 às 00h00min - Atualizada em 14/09/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Eleições 2022

Faltam 18 dias para as Eleições Gerais 2022. Segundo dados desta terça-feira, 27.964 candidatas e candidatos disputam cadeiras nas eleições proporcionais no Brasil. Destes, 10.619 concorrem o cargo de deputado federal. Outros 16.735 são postulantes a uma vaga de deputado estadual, e 610 concorrem para o parlamento distrital. Esses números ainda podem sofrer alterações devido a eventuais substituições nas candidaturas. A candidatura proporcional é aquela na qual a pessoa disputa um cargo em eleições aferidas pelo sistema de mesmo nome. A proporcionalidade é verificada pelo cálculo do quociente eleitoral, conforme determina o Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965). No Brasil, são de representação proporcional os cargos de deputado federal, deputado estadual, deputado distrital e vereador (este último não está em disputa este ano). Para o pleito de 2022, são 513 os cargos em disputa para a Câmara dos Deputados e 1.059 as vagas para o Legislativo estadual e distrital, sendo 1.035 cadeiras para as Assembleias Legislativas e 24 para a Câmara do Distrito Federal. A região Sudeste concentra a maioria dos candidatos a uma vaga no Poder Legislativo (9.550), seguida pelo Nordeste (7.257), Norte (4.228), Sul (3.830) e Centro-Oeste (3.060). Ao todo, 1.278 candidatos tentam a reeleição.

Federação partidária e coligações

Desde 2017, as coligações foram extintas nas eleições proporcionais. No entanto, a legislação continuou a permitir a união de partidos em torno de uma única candidatura nas eleições majoritárias (para os cargos presidente, senador e governador). Outra modalidade de aliança se tornou possível para o pleito deste ano: as federações partidárias. Criada pelo Congresso Nacional na reforma eleitoral de 2021, o instituto tem como objetivo permitir às legendas atuar de forma unificada em todo o país. A federação de partidos vale para eleições proporcionais e majoritárias. O caráter permanente é o principal fator que difere as federações das coligações, que valem apenas até a eleição, podendo ser desfeitas logo em seguida.

Contas 

Terminou às 23h59 desta terça-feira (13) o prazo para os partidos políticos, as candidatas e os candidatos nas Eleições 2022 enviarem à Justiça Eleitoral a primeira parcial da prestação de contas de campanha. Os dados precisam detalhar a movimentação financeira e/ou estimável em dinheiro ocorrida de 16 de agosto a 8 de setembro. No Maranhão existem 32 órgãos partidários estaduais, 1.207 órgãos partidários municipais, além de 959 candidatos registrados nas eleições 2022 e todos devem entregar prestação de contas parcial. A não apresentação da prestação de contas no prazo fixado em lei ou a entrega de forma que não corresponda à efetiva movimentação de recursos pode caracterizar infração grave, a ser apurada na ocasião do julgamento da prestação de contas final.

Visita

Ontem o ex-governador e ex-senador Edison Lobão (MDB) visitou O PROGRESSO. Ele está em Imperatriz mantendo contatos com lideranças políticas para reforçar a campanha do seu filho, Edinho Lobão, candidato a deputado federal. Lobão está otimista e acredita que o MDB elegerá quatro deputados. 

Repercussão 

Causou repercussão em todo o País a decisão da diretoria do Sindicato Rural de Imperatriz (Sinrural) de não ceder o parque de exposições para o show do cantor João Gomes. O sindicato alegou que a decisão foi “em virtude do comportamento dele de tratar mal a figura do nosso presidente Bolsonaro”. Gomes puxou um coro contra Bolsonaro no Rock in Rio. Devido à repercussão, ele pediu desculpas. O show do cantor será na AABB, que cedeu o espaço gratuitamente.
Leia Também »
Comentários »