MENU

07/09/2022 às 00h00min - Atualizada em 07/09/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Eleições 2022

Faltam 25 dias para as eleições. O pleito eleitoral de 2022 contará com o maior número de urnas eletrônicas já visto em uma eleição nacional. A fim de acompanhar o crescimento do eleitorado e a evolução tecnológica, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) adquiriu 224,9 mil novos equipamentos para utilização nas eleições de outubro. Ao todo, mais de 577 mil urnas estarão em uso nos dias de votação. Essa foi a maior produção da história das máquinas de votar: as urnas modelo UE2020 correspondem a 21,6% de todas as 1.042.118 urnas fabricadas desde 1996 até hoje. Além de um novo design, os novos equipamentos possuem um processador 18 vezes mais rápido que o da versão anterior. O teclado foi aprimorado, e a bateria terá duração por toda a vida útil do equipamento. O terminal do mesário também passou por modernização: deixou de ter teclado físico e, agora, conta com tela sensível ao toque. Assim, enquanto uma pessoa vota, outra poderá ser identificada pelo mesário, o que aumenta o número de eleitores por seção ou diminui eventuais filas. Uma das principais novidades destas eleições é a participação das federações partidárias. A união de partidos em federações foi instituída pelo Congresso Nacional na reforma eleitoral de 2021, com o objetivo de permitir às legendas atuarem de forma unificada em todo o país, como um teste para eventual fusão ou incorporação. Com a criação das federações, os partidos podem se unir para apoiar qualquer cargo, desde que assim permaneçam durante todo o mandato a ser conquistado. A federação de partidos vale para as eleições majoritárias, bem como para as proporcionais. São três as federações que atuarão no pleito deste ano: Brasil da Esperança (Fe Brasil), formada pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Comunista do Brasil (PCdoB) e Partido Verde (PV); PSDB Cidadania; e PSOL Rede. A formação desses entes foi aprovada pelo Plenário do TSE.
 

Observação eleitoral

As Eleições Gerais de 2022 trazem ainda como novidade a participação de missões de observação eleitoral nacionais, previstas em resolução do TSE. Esta será também a primeira vez que uma eleição contará com tantas missões internacionais: estão previstas sete. Além disso, o pleito terá o acompanhamento de convidados de outros países, o que acontece desde 2016.
 

Disputa no MDB

O candidato Kekê Teixeira (MDB) está sendo apontado como um dos fortes concorrentes ao mandato de deputado estadual. Irmão do prefeito de Cidelândia, Fernando Teixeira, ele sairia com uma grande votação daquela região e também seria bem votado em Imperatriz e outras cidades próximas. O problema é que ele concorre pelo MDB, onde tem outros nomes fortes, como o ex-prefeito Cicin, de Estreito, os deputados Roberto Costa e Betel, o Coronel Schnneyder e Manoel Ribeiro Filho. É preciso lutar muito…
 

Porto Franco

Nesta segunda-feira o candidato a deputado federal Clayton Noleto (PSB) fez uma grande caminhada em Porto Franco. Estava acompanhado do candidato a deputado estadual Cicin (MDB). Muita gente estranhou a ausência do prefeito Deoclides Macedo, que é aliado do grupo liderado pelo ex-governador Flávio Dino (PSB). Mas consta que Macedo tem preferência por outros candidatos para federal, entre os quais Hildo Rocha (MDB). Haveria também o fato de Clayton estar acompanhado de Cicin, que em Estreito é adversário da irmã de Deoclides, a vice-prefeita Verbena Macedo. Além do mais, ele tem a irmã Valéria como candidata a estadual. 
 

Preferido

Louise Barsi está passando o feriado da Semana da Pátria nos Lençóis Maranhenses. Ela garante: a cidade de Santo Amaro do Maranhão é o seu local preferido no mundo. A filha do bilionário Luiz Barsi é investidora e membro da plataforma Ações Garantem Futuro (AGF).
 

Olha aí!

Os seis vereadores eleitos pelo PL em Miranda do Norte (MA) tiveram os mandatos cassados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MA), confirmando decisão de 1º grau, da juíza Jaqueline Rodrigues da Cunha. O processo é sobre uso de candidaturas femininas “laranjas” pelo partido, em 2020. O julgamento havia sido paralisado por um pedido de vista do juiz eleitoral André Bogéa Santos e foi concluído nesta segunda-feira. Pelo mesmo motivo já foram cassados vereadores do PP de Caxias e do MDB de Lago do Junco. Foram dois vereadores de cada município. Quais serão os próximos?
Leia Também »
Comentários »