MENU

24/05/2022 às 00h00min - Atualizada em 24/05/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Sólido e confiável 

O relator da auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) no sistema eletrônico de votação, ministro Bruno Dantas, apresentou um balanço parcial dos trabalhos, no qual afirma que o processo eleitoral “já se mostra sólido, confiável e adequado ao exercício da cidadania”. Ele fez a declaração no final do balanço, após ressaltar a importância da atuação do ministro Benjamin Zymler como representante do TCU na Comissão de Transparência das Eleições (CTE) – criada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no final de 2021 –, na qual a Corte de Contas busca contribuir para o aprimoramento do processo eleitoral. A auditoria realizada pelo TCU tem por finalidade avaliar a segurança, confiabilidade, transparência e a auditabilidade do sistema eletrônico de votação. O ministro autorizou a auditoria em seis etapas, para permitir um amplo alcance de objetivo e o acompanhamento das medidas adotadas pelo TSE para a realização das Eleições 2022. O ministro lembrou que as duas primeiras etapas da auditoria do TCU já foram inclusive examinadas pelo plenário da Corte de Contas. Na ocasião, o Tribunal apresentou importantes contribuições à sociedade e ao TSE. Entre elas, o destaque para a demonstração dos principais mecanismos de gestão de risco, de segurança e de transparência adotados nas três fases do processo eleitoral, antes, durante e após a votação, e que permitem a auditabilidade do voto. Dantas comunicou, inclusive, que o TSE já implementou melhorias na transparência do processo eleitoral a partir das recomendações dessas primeiras etapas da fiscalização.
 

Benefícios 

Nesta semana os vice-prefeitos estarão fazendo reivindicações em Brasília. Não a favor das suas cidades, mas dos próprios. De acordo com a União dos Vice-Prefeitos do Estado do Maranhão (Univimar), “entre as principais reivindicações contidas na PEC, estão o aumento dos subsídios, para até 80% do percebido pelos prefeitos; a criação de um gabinete identificado e dotado de estrutura administrativa e orçamento aprovado na Lei de Diretrizes Orçamentárias dos Municípios e; acumulação de cargos e vencimentos em concursos públicos, empregos privados ou públicos”. Que tal?  
 

E...

A União dos Vice-prefeitos e Vice-prefeitas do Maranhão (UNIVIMAR) foi fundada no dia 18 de fevereiro deste ano, tendo como presidente Mário Cardoso, vice-prefeito de Monção. São 167 associados. A entidade propõe o fortalecimento do municipalismo e a inclusão dos vice-prefeitos nas discussões que influenciam no destino dos municípios.
 

Desistência 

Estava previsto para a noite de ontem o anúncio do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) sobre a sua desistência da disputa pelo Palácio dos Leões. A grande expectativa é quanto ao pré-candidato a governador que apoiará, se Carlos Brandão (PSB) ou Weverton Rocha (PDT). O  ex-prefeito e ex-deputado Júnior Marreca (Patriota) já havia lhe comunicado que não o seguiria num possível apoio a Weverton. A metade dos prefeitos que hoje estão com ele, cerca de 50, também tomaria a mesma decisão.  
 

Desistência II

Ontem, o ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou a desistência de sua pré-candidatura à Presidência da República. “Hoje, neste 23 de maio, serenamente, entendo que não sou a escolha da cúpula do PSDB. Aceito esta realidade de cabeça erguida”, disse Dória. O presidente nacional doPSDB, Bruno Araújo,  defende aliança com  MDB e Cidadania para o lançamento de uma candidatura. O MDB já tem a senadora Simone Tebet (MS) como pré-candidata. 
 

Volta

Está prevista para esta terça-feira a volta da vereadora Terezinha Soares à Câmara Municipal de Imperatriz. Ela havia tirado licença devido a problema de saúde do seu esposo. Terezinha foi substituída pelo suplente Fidélis Uchoa, que está há mais de dois meses exercendo o mandato. 
Link
Leia Também »
Comentários »