MENU

29/04/2022 às 00h00min - Atualizada em 29/04/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Inadimplentes 

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) declarou inadimplentes os prefeitos e os presidentes de câmaras que não apresentaram a prestação ou tomada de contas anual referente ao exercício financeiro de 2021. A edição de anteontem, 27, do Diário Oficial Eletrônico da instituição tornou pública a Resolução TCE nº 363, que disciplina a medida com fundamento. Foram declarados inadimplentes os seguintes gestores municipais: Ana Lea Barros Araujo (Lajeado Novo) e William Guimarães da Silva (Alcântara). No âmbito do Poder Legislativo, incorreram em inadimplência Everaldo Pereira de Souza (Senador La Rocque); Henrique da Silva Domingos (Amapá do Maranhão); Rafael Barros Sodré (Luís Domingues) e Tavane de Miranda Firmo (Estreito). Conforme a Resolução 363, fica determinada a instauração de tomada de contas dos gestores inadimplentes e as informações concernentes à declaração de inadimplência serão enviadas à Procuradoria-Geral de Justiça, à Procuradoria da República, ao Tribunal de Contas da União e ao Governo do Estado do Maranhão para as providências que entenderem necessárias. Ainda de acordo com o mesmo instrumento normativo, a exclusão dos nomes dos gestores da relação de inadimplentes, em decorrência da comprovação de adimplência, sem prejuízo das sanções legais, será formalizada mediante ato do Presidente do Tribunal de Contas do Estado.
 

Empurra-empurra 

O prefeito afastado de Santa Inês, Felipe dos Pneus (Republicanos), disse em nota que a operação da Polícia Federal contra fraude em licitações na prefeitura tem como alvo a gestão passada. Ontem, a ex-prefeita Vianey Bringel reagiu. Emitiu nota negando que o contrato em investigação seja da sua gestão. O certo é que Felipe dos Pneus está afastado e assumiu o vice-prefeito, Sirino Pereira (PTB). A posse foi ainda na noite de quarta-feira, dia da Operação Free Rider, que apura suspeita de fraude em licitação para contratação de empresa fornecedora de medicamentos e insumos hospitalares.
 

Será?

Em São Luís, especulam a possibilidade de união entre os pré-candidatos a governador Weverton Rocha (PDT), Josimar Maranhãozinho (PL) e Roberto Rocha (PTB) para enfrentarem o governador Carlos Brandão (PSB). Em política, tudo é possível, mas uma aliança dessa envergadura não é fácil de acontecer. A não ser que Roberto e Josimar abram mão da pré-candidatura, porque da parte de Weverton isso está descartado. No caso de uma aliança, o senador concorreria à reeleição e o deputado também, com Weverton permanecendo na disputa pelo Palácio dos Leões. É aguardar. 
 

Menino besta!

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), deixou o pré-candidato a governador Weverton Rocha para seguir Carlos Brandão. Mas para isso, emplacou a mulher, Ana Paula Lobato, como pré-candidata a primeira suplente de Flávio Dino, pré-candidato a senador. Ela já exerce o cargo de vice-prefeita de Pinheiro. Agora, Othelino lança a irmã, Flávia Alves Maciel, a pré-candidata a deputada federal. Ele é candidato à reeleição e, ao que tudo indica, já está acertado que permanecerá como presidente da AL, isso, claro, se for reeleito em 2 de outubro e o governador continuar sendo Brandão, porque se for outro, certamente as fichas serão jogadas em outro nome para o comando do Legislativo.
 

Ele disse

- “Ele jamais será uma alternativa da direita. O bolsonarismo não vai buscar o Ciro. Se tem o Bolsonaro verdadeiro, por que votará no Bolsonaro falso?”. A afirmação foi feita pelo ex-governador Flávio Dino, ao criticar os ataques do pré-candidato a presidente, Ciro Gomes (PDT), contra o ex-presidente Lula. Para o político maranhense, “a posição de Ciro é tão ruim que não serve nem a ele”. 
Link
Tags »
Leia Também »
Comentários »