MENU

17/09/2020 às 00h00min - Atualizada em 17/09/2020 às 00h00min

Bastidores


Prego batido
A casa está quieta e o povo dentro, como dizia o saudoso jornalista Aldeman Costa. Ontem, o DEM realizou a convenção com a presença dos dirigentes do PSL, inclusive do ex-presidente Raimundo Roma. No final da semana a direção estadual mudou a Comissão Provisória, que passou a ser comandada pelo advogado Antonio Torres e também decidiu que o partido não lançaria candidato a prefeito. Mas mesmo assim os ex-dirigentes do PSL realizaram convenção na noite de segunda-feira e “homologaram” o nome do Pastor Laércio Castro como candidato a prefeito e a juíza aposentada Graça Carvalho (PTC) como vice. Só que enxugaram gelo. A convenção não foi válida e ontem o PSL realizou outra, juntamente com o DEM, com o qual fez aliança. Roma e vários outros pré-candidatos a vereador do partido estiveram presentes. Com isso, acaba o imbróglio e Assis Ramos ganha mais um partido para o arco de aliança. Além do DEM e PSL, há o MDB, Republicanos e PTB.

E...
Como não deu certo a aliança com o PSL, o PTC deve ter candidatura própria, lançando a Dra. Graça Carvalho. A convenção do partido ocorreu no dia 14, segunda-feira, quando ela havia sido homologada como vice do Pastor Laércio. 

Olha aí!
Reviravolta nas eleições em João Lisboa. Ontem a cidade foi surpreendida com a desistência do pré-candidato a prefeito Dr. Enoque (PCdoB). Até o fechamento da coluna ainda não se sabia o motivo que o levou a sair do páreo. Além disso, Dr. Enoque se aliou ao adversário, Vilson Soares (PP), e indicou a esposa Patrícia como vice.

Fora
Quando se lançou pré-candidato a prefeito, o vereador José Carlos Soares batia na mesa afirmando que iria até o fim da disputa, porque tinha a palavra do comando do partido, o Patriota. Só que não chegou pré-candidato nem à convenção. Antes de acontecer, na noite desta terça-feira, ele já havia jogado a toalha, depois de uma reunião com o ex-deputado Júnior Marreca, líder do partido no estado. O Patriota fechou com o PP de Ildon Marques e agora só resta a Zé Carlos participar da campanha, porque não quer mais se candidatar a vereador. 

No páreo
O PODEMOS realizou a sua convenção na noite desta terça-feira e homologou o nome do médico Daniel Fiim para prefeito. O vice é o empresário Carlos Lucena (Carlos da Auto Tintas). Daniel foi convidado para ser vice do ex-prefeito Madeira (PSDB) mas preferiu ser cabeça de chapa, acreditando que tem cacife eleitoral para chegar ao Palácio Renato Moreira. Ele foi candidato a deputado federal e obteve 22.400 votos, sendo 12.923 em Imperatriz. 

Recorde
Com o fim do prazo das convenções, ontem, Imperatriz ficou com 11 candidatos  a prefeito - Assis Ramos, Ildon Marques, Sebastião Madeira, Marco Aurélio, Daniel Fiim, Pastor Daniel, Dra. Graça Carvalho, Mariana Carvalho, Manoelzinho Garimpeiro, Aluísio Melo e Sandro Ricardo a prefeito. Eram 14 pré-candidatos. Não Mantiveram a pré-candidatura José Carlos Barros, Laércio Castro e Rodrigo Brasmar. Imperatriz nunca teve um número de concorrentes como agora. Mas até o registro das candidaturas ainda podem acontecer baixas. É aguardar. 

Aliança 
Em Estreito, houve uma aliança entre os pré-candidatos a prefeito Leo Cunha e Verbena Macedo. Ainda não teria sido definido quem será o cabeça de chapa, porque dependeria da realização de uma pesquisa. Quem estiver melhor, é o candidato. O ex-deputado Leo Cunha direcionou as ações do seu mandato para Estreito, pois era ligado ao prefeito Cicin e desejava ter o seu apoio. Só que o prefeito escolheu o odontólogo Cássio Batista, ex-secretário de Saúde, e Leo se aliou a Verbena, que já disputou a prefeitura. Verbena é irmã da deputada estadual Valéria e do ex-deputado Deoclides Macedo, também ex-prefeito de Porto Franco e candidato a voltar ao cargo nas eleições de 15 de novembro.  

Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Relacionadas »
Comentários »
Loading...