MENU

08/03/2022 às 00h00min - Atualizada em 08/03/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por, praticamente, todos os setores do jornal. - [email protected]


  
Combate à desinformação
Uma das principais preocupações da gestão do ministro Edson Fachin à frente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é o combate à desinformação. Exemplo disso é a criação da nova Assessoria Especial de Enfrentamento à Desinformação. A Assessoria Especial faz parte de um conjunto de ações do Programa de Enfrentamento à Desinformação, lançado em agosto de 2019 com foco nas Eleições 2020 e que se tornou permanente em agosto de 2021, após a assinatura da Portaria TSE nº 510/2021 pelo então presidente da Corte, ministro Luís Roberto Barroso. O plano estratégico do Programa para as Eleições 2022 já está traçado. De acordo com o assessor-chefe da nova pasta, Frederico Alvim, servidor do TSE e membro fundador da Academia Brasileira de Direito Eleitoral e Político (Abradep), o maior objetivo do Programa para este ano é intensificar o trabalho desenvolvido desde a última eleição para que a escolha dos eleitores por meio do voto seja legítima, sem interferência de campanhas difamatórias. A criação da nova Assessoria também tem relação com a identificação, pelo próprio TSE, da necessidade de adoção de um marco de trabalho específico para a (re)construção da reputação positiva da Corte perante a opinião pública, que deverá ser lançado em breve. “Aqui, além da defesa das instituições eleitorais, trabalharemos para reforçar nossos valores, que se pautam na excelência e no profissionalismo de todos que integram a Justiça Eleitoral, bem como no alto grau de confiabilidade das eleições que planejamos e entregamos”, destaca Alvim.

Mudança
O suplente de vereador, Fidélis Uchoa (Republicanos), poderá assumir uma cadeira do Palácio Dorgival Pinheiro ainda nesta semana. Especula-se que a vereadora Terezinha Soares iria se licenciar do cargo para assumir a Secretaria de Desenvolvimento Social (Sedes), cuja titular, Janaina Ramos, vai se desincompatibilizar para ser candidata a deputada estadual. Fidélis foi vereador na legislatura do segundo mandato do prefeito Sebastião Madeira e chegou a assumir a Secretaria de Urbanismo no Governo Assis Ramos. 

Insatisfação 
O presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNI), do presidente Paulo Ziulkoski, demonstrou insatisfação com a decisão do governo federal de reduzir a alíquota do IPI. A medida  deve acarretar em prejuízos de R$ 5 bilhões para os Municípios, conforme nota publicada no portal da entidade. 

Engraçado 
O pré-candidato a governador Lahesio Bonfim (AGIR), prefeito de São Pedro dos Crentes, não esconde a insatisfação diante da difícil união da oposição no estado. Mas ele próprio não se dispõe a abrir mão da pré-candidatura para que haja a união, tão reivindicada por ele. 

Ele disse
- “Quando a canoa para e você entrega para mãos inexperientes, para mãos que não sabem conduzir o barco, aí é que você fica triste. Eu, no dia 31, vou entregar esse imenso barco, esse imenso navio que é o Maranhão com a certeza de que o novo comandante, Carlos Brandão, vai continuar a navegação na direção correta”. Afirmação do governador Flávio Dino (PSB), que renunciará ao mandato para ser candidato a governador.

Será?
De acordo com informação do jornalista Marco D´Eça, de São Luís, o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) deve ser o primeiro suplente de senador na chapa do governador Flávio Dino (PSB). Ele destaca as perdas de lideranças que o PCdoB vem sofrendo n estado, “deixando praticamente só o seu presidente, Márcio Jerry”. O deputado federal Rubens Jr. deixou o partido na semana passada e o secretário da Infraestrutura, Clayton Noleto, pré-candidato a deputado, também fará o mesmo. Diante disso, o partido perde força eleitoral e dificilmente conseguiria coeficiente eleitoral para eleger um deputado. É aguardar. 
Link
Tags »
Leia Também »
Comentários »