MENU

23/02/2022 às 00h00min - Atualizada em 23/02/2022 às 00h00min

Bastidores

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por, praticamente, todos os setores do jornal. - [email protected]

Transparência

A Secretaria de Fiscalização do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (Sefis) divulgou mais uma Ordem de Serviço que trata da fiscalização de portais da transparência. A medida, publicada no Diário Oficial Eletrônico do TCE, faz parte das diretrizes aprovadas no Plano Bienal de Fiscalização da Corte de Contas maranhense no que tange à transparência da gestão pública. Diversas medidas têm sido implementadas pelo TCE maranhense nos últimos meses com o objetivo de aprimorar o processo de avaliação dos portais da transparência, tornando-o mais ágil e efetivo, de forma que os entes venham a cumprir integralmente o disposto na legislação. O estímulo ao exercício do controle social, por meio do acesso a dados confiáveis e detalhados sobre a gestão pública oportunizado pelos portais da transparência, é outro aspecto que tem feito os órgãos de controle externo dedicar especial atenção à avaliação dessas ferramentas. Devem ser avaliados os portais da transparência dos seguintes municípios: Amarante do Maranhão, Afonso Cunha, Balsas, Barra do Corda, Caxias, Codó, Davinópolis, Esperantinópolis, Fernando Falcão, Fortaleza dos Nogueiras, Grajaú, Igarapé Grande, Igarapé do Meio, Jenipapo dos Vieiras, Joselândia, Junco do Maranhão, Luís Domingues, Maracaçumé, Mata Roma, Marajá do Sena, Monção, Nova Colinas, Nova Olinda do Maranhão, Peritoró, São Domingos do Maranhão, Sítio Novo, Sucupira do Riachão, Trizidela do Vale, Tutóia e Vargem Grande.

Olho nas urnas

Ultimamente o técnico Vanderlei Luxemburgo tem percorrido municípios do Tocantins, dando demonstração de que está decidido a disputar um cargo nas eleições de 2022. Ele já tentou ser candidato a senador, mas não conseguiu registro de candidatura devido a problema de domicílio eleitoral no Tocantins. Luxemburgo foi acusado de tentar se inscrever de forma irregular como eleitor da cidade de Palmas, apresentando endereço no qual nunca havia morado. Depois começou a investir no estado, constituindo empresa e comprando casa em Palmas. 

Articulando 

Como a coluna noticiou ontem, o ex-prefeito Madeira está em Brasília articulando com a cúpula nacional do PSDB para que o partido continue sob o comando do seu grupo no Maranhão. É que o vice-governador Carlos Brandão vai deixar a sigla para se filiar ao PSB e há adversários de olho no comando do PSDB. Ontem, uma fonte informou que Madeira não pode assumir a presidência do partido, porque é presidente da GASMAR e o estatuto não permite. Com isso, o nome para assumir o comando do PSDB seria o do ex-deputado federal Pinto Itamaraty, atualmente primeiro suplente do senador Roberto Rocha. É aguardar. 

Ataques

Mesmo que queiram desmentir, a verdade é que o racha é pesado no grupo do governador Flávio Dino (PSB). Os dois lados estão em guerra. Não há “boa vizinhança”. É verdade que não está havendo ataques partidos dos próprios cabeças dos grupos, Weverton Rocha (PDT) e Carlos Brandão (PSDB), mas os seus “atiradores” das redes sociais estão bombardeando. Nem Flávio Dino tem escapado. A vaca já desconheceu o bezerro…

Visita

Quem chega a Imperatriz nesta quinta-feira é o presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Será recepcionado pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), junto com o senador Weverton Rocha (PDT) e outros parlamentares federais e estaduais do estado. Pacheco, que vem pela primeira vez ao Maranhão, participa de entrevista coletiva às 10h, no Hotel Imperial, e na sequência visitará áreas recentemente alagadas e o Hospital do Amor. Na agenda, também o anúncio da liberação de recursos para execução de obras.  

Sem bronca

Ontem o senador Roberto Rocha descartou qualquer atrito com o deputado Josimar Maranhãozinho por suposta disputa pelo comando do PL no Maranhão, conforme adversários vinham divulgando. Nas redes sociais, Rocha observou que “em 2006 fui eleito o deputado federal mais votado do estado. E qual o município eu tive a maior votação proporcional? Maranhãozinho. E quem era o prefeito que me apoiou? Josimar. Precisa desenhar, comunistas? Ou vão insistir nesta tentativa de intriga idiota?”. 
Link
Tags »
Leia Também »
Comentários »