MENU

08/01/2022 às 00h00min - Atualizada em 08/01/2022 às 00h00min

A TERAPIA EMOCIONAL...

BANDEIRA NETO

BANDEIRA NETO

Nelson BANDEIRA NETO é cronista e funcionário do SESI-Serviço Social da Indústria

Olha, seu menino! Tem um amontoado de gente vindo do ano anterior (2021), carregado de problemas, como: doença, política, economia, emprego, prestígio, amoroso, falta de um “nada consta” para seguir em frente...  

Tem que submeter-se a Terapia Emocional.

Através desse processo que se trata da crise pontual, ou por problema específico a longo prazo, ou mesmo causa desconhecida.

Por isso, que peço licença aos leitores, para inserir neste contexto uma matéria lida do livro “O DESPERTAR”, do autor Mark Nepo, eloquente professor espiritual, além de poeta.

Intitulada: Escolha Seu Caminho...

“Aparentemente, há duas formas básicas para sentir a plenitude da vida. E ambas resultam da autenticidade das nossas relações. A primeira vem no nosso amor pela vida e a segunda, do nosso amor pelos outros.

Podemos descobrir os milagres da vida se dedicarmos tempo e aceitarmos os riscos de vivermos solitários até que o brilho da criação se mostre. Essa é a recompensa de toda meditação. É como percorrer o caminho de nossa solidão através do bosque para poder alcançar aquela clareira intocada.

Também é possível alcançar a clareira dedicando  tempo e aceitando o risco de estar inteiramente com os outros. Essa é a recompensa do amor.

Contudo, nosso obstáculo mais frequente para experimentar a plenitude da vida, com que me deparei muitas vezes, é a hesitação entre os dois caminhos. É esse o dilema que nos priva de estarmos completamente a sós com a vida ou completamente a sós com os outros. Ser a metade em qualquer direção é o início da solidão do fato.”

A Síntese da história dissertada:

- Sente-se em silêncio e deixe uma ponta de solidão que você carrega vir à tona.

- Respire lentamente e sinta, se puder, qual caminho você prefere: mais para dentro de si ou mais para dentro do mundo.

- Respire profundamente e procure conduzir seu coração nessa direção.

Por fim: eis o questionamento...

… O que queremos pensar quando pensamos, o que queremos dizer quando falamos, o que queremos fazer quando agimos?

Todavia, tem um diagnóstico abrangente quanto ao psicológico científico com a interação social em todos os meandros da ciência e, especialmente, ainda, sobre o conhecimento empírico...

GRATIDÃO, PORQUE DEUS É BOM!
Link
Tags »
Leia Também »
Comentários »