MENU

25/12/2021 às 14h22min - Atualizada em 25/12/2021 às 14h22min

Casa em Primeiro Lugar

GB Edições
Da Redação

      

Adote novos hábitos nas ceias de fim de ano

Agora com o avanço da vacinação e a queda nos números da Covid-19 no Brasil, muitos estão mais esperançosos e pretendem reunir pelo menos a família para as festas de final de ano, afinal, em muitos casos isso não foi possível em 2020.
A moda agora é ser saudável e por isso mesmo deve-se ter muito cuidado para não jogar fora todo o esforço dos 12 meses anteriores. Por isso, a dica são receitas que tragam a tradição do Natal e do Ano-Novo de uma forma diferenciada, cheia de sabor e rica em nutrientes.
Veja o que você pode fazer para ter uma ceia saudável:
 

Na farofa substitua bacon por oleaginosas

A chave é priorizar as gorduras saudáveis presentes nas nozes, castanhas, amêndoas, avelãs e pistaches, que, ao contrário da propriedade do bacon, cuidam do coração, combatem os radicais livres, protegem os ossos, articulações e ainda conferem sabores requintados ao prato, bem como a crocância.
 
Salpicão levinho
Já pensou em utilizar iogurte integral ou desnatado no lugar da maionese para envolver os ingredientes do salpicão? Pois é, não só é possível como, também, benéfico! O iogurte é fonte de cálcio, cuidando dos ossos, regulando a flora intestinal e combatendo infecções.
 

Arroz cheio de sabor

Que tal repaginar o prato que, muitas vezes, leva bacon e calabresa? O primeiro passo é substituir o grão tradicional pelo integral e cozinhá-lo com cenoura, vagem, brócolis, uva-passa (caso a família goste) e pimentão vermelho. Outra opção é substituir o arroz pela quinua cozida, que é rica em proteína de boa qualidade e tem menos carboidrato.
 

Substitua os refrigerantes por sucos

Vamos ao mercado fazer a compra para a ceia e acabamos colocando no carrinho, meio que automaticamente, o refrigerante. Que tal quebrar esse hábito e oferecer aos seus convidados sucos de frutas vermelhas ou cítricas? Ambas as opções são ricas em vantagens. As frutas vermelhas, por exemplo, são fontes de antioxidantes, reduzem o colesterol ruim e previnem o envelhecimento precoce. Já as cítricas (laranja, limão e abacaxi), além de refrescantes, mantêm a pele bonita e hidratada, melhoram a hidratação do organismo e atuam no funcionamento da flora intestinal.
 

Proteínas estão liberadas

A variedade de carnes magras, como peru, bacalhau, lombo e frango, certamente será a protagonista da sua festa. Logo, com tantas opções de proteínas, o interessante é optar por um consumo em uma quantidade maior dessas proteínas do que de carboidratos, como arroz, farofa e batatas.
 

A vez do docinho

Sabe aquela rabanada deliciosa, que comemos somente no fim de ano? Pois é, não precisa removê-la do cardápio! O que você pode fazer é alterar o preparo. Ao invés de fritá-la, opte por assá-la. E se você ama uma musse de chocolate, o creme de leite pode facilmente ser substituído pelo abacate e os pedaços de chocolate por cacau puro.
 

Outras dicas de ouro!

- Comer saladas é uma estratégia para evitar os exageros durante a noite. Com fibras e vitaminas, elas vão ajudar a regular a sua fome. Outro ponto interessante é comer regularmente durante o dia, sem deixar o famoso espaço para “se acabar” na ceia. Isso fará com que você consuma somente o necessário.
- Parte do processo de saciedade também se dá em comer com atenção: evitar utilizar o celular, sentir o sabor do alimento e estar livre de culpas.
- Apreciar de forma moderada os petiscos e entradas, como queijos, azeitonas, salames e outros alimentos calóricos, é uma atitude que pode permitir o consumo de cada prato, sem problemas.
- Bebidas alcoólicas, como o champagne, o vinho e a cerveja, costumam fazer parte das festividades, mas o importante é apreciá-los com moderação. Lembre-se de intercalar a ingestão da bebida com água, mantendo o corpo hidratado e evitando a ressaca no outro dia. Além disso, dê preferência aos fermentados, pois têm um teor alcoólico menor que o dos destilados.
- É importante a ingestão de chás pós-ceia, como camomila, hortelã, erva-cidreira e raspas de gengibre que dão alívio e sensação de estômago cheio e também aceleram o processo digestivo de alimentos que podem gerar desconforto
Link
DOLORES AVILLON

DOLORES AVILLON

DOLORES AVILLON assina a coluna CASA EM PRIMEIRO LUGAR no Caderno de Domingo, publicação do Jornal O PROGRESSO, desde 2003.

Tags »
Leia Também »
Comentários »
Loading...