MENU

06/11/2021 às 00h00min - Atualizada em 06/11/2021 às 00h00min

ATÉ QUANDO?....

  
Esse surgimento pejorativo muita das vezes aproveita-se só para satirizar alguém que passa a vida reclamando.
Até quando? Basta de Mimimi!!
Pare de reclamar: A terapia é procurar o que fazer...
Largue o Whatzapp!!!
Chega de frescura...
Vão ficar chorando até quando?
Este artifício usado somente para descrever alguém que reclama demais… obstinar-se em insistir.
É tão arcaico, que vão buscar a animação política incorreta de “Fudêncio”... tropeço e peça sem sentido.
... Mimimi, é a dor que não dói na gente...
... É desqualificar a dor que dói no outro...
Nos quadriláteros onde se pisa está cheio de (Sofomania).
Este comportamento caracteriza-se como sinal e mania por passar como idolatrados...
Dono da verdade que pensa estar sempre correto sempre com a razão fidelidade e precisão.
Quando brigam, discutem ainda se sente agregador de opiniões.
É o que aparentemente se vê, se presencia, se defronta e que se torna desprovido de afinidade.
No passado não tão distante, quando não se tinha o uso dessa ferramenta como este aplicativo (Whatzapp), que atualmente é compartilhado e de multiplataforma...
Não se via essas “inticas/teimas” insinuadas e provocadas no raio de ação dos  (internautas) futuristas.
Quando aflorava o tempo e os nervos a parada era resolvida na “faca peixeira ou no tiro” e que dificilmente acontecia uma fatalidade...
Hoje, as ofensas pessoais, profissionais, familiares é o  energético geral que se desfruta desse utensilio que só serve mais para o “mal” do que para o “bem”, com suas distintas exceções.
Por quê?
Não sabe usar a comunicação a seu favor ou para outrem.
Aí, se apropria do “mimimi” para escamotear a amizade, o respeito, o profissionalismo, a crença, enfim, o desserviços é maior do que o custo-benefício.
Onde está o respeito recíproco?
De modo relativo: o respeito inclui cuidado, consideração e deferência.
(...) Essa demonstração de sentimento próprio significa ser capaz de aceitar as coisas que você não pode mudar em si mesmo, se esforçando similarmente para lidar com as coisas que você precisa melhorar.
Então, o que se vê no mundo e, especialmente no Brasil, é a pulverização do “mimimi” como antagonista de seu típico conceito de ser.
- Essa ferramenta aos nossos olhos permite localizar informações necessárias para se educar em assunto  concernente aos interesses individuais.
Era!...
Mas este é o canal virtual de fazer fuxico/passo a passo...
Ou seja:
... Fofoca como doença da língua.
Sim!... no sentido alegórico estar pra isso, aqui...
(frescura, romantismo, blá blá, reclamação, chororô, inaptidão, sentimentalismo).
É pouco ou quer mais?
Até o rapper Rashid sabe disso... que paciência tem limite!
Quando a empatia se esgota...
Prefiro parar e pensar!
Obrigado Deus por tudo!
Link
BANDEIRA NETO

BANDEIRA NETO

Nelson BANDEIRA NETO é cronista e funcionário do SESI-Serviço Social da Indústria

Relacionadas »
Comentários »
Loading...