MENU

05/11/2021 às 00h00min - Atualizada em 05/11/2021 às 00h00min

Bastidores

Falta de articulação 

O Tribunal de Contas da União (TCU) realizou o 4º acompanhamento do Plano Nacional de Educação, PNE 2014-2024, e detectou dificuldades no atingimento das metas previstas, com agravamento da situação em decorrência da pandemia de Covid-19. Também foram detectadas deficiências no planejamento estratégico e na gestão de riscos do Ministério da Educação. Entre os entes subnacionais, há intempestividade e fragilidade na coordenação de ações, além da falta de informações para subsidiar a tomada de decisões estratégicas. O relator do processo, ministro Augusto Nardes, comentou que o fato de o País não ter capacidade de articulação e de previsão diante de uma pandemia como a da Covid-19 pode parar a educação. “Temos que ter transversalidade na educação”, defendeu. Ele afirmou ainda que o período de quase dois anos sem aulas presenciais para grande parte da população brasileira é uma tragédia para o País. Como resultado dos trabalhos, o Tribunal recomendou ao Ministério da Educação que coordene e sincronize, entre os entes subnacionais, a implementação de ações estruturantes com vistas à melhoria do ensino ofertado e à recuperação dos controles defasados.

Prévia 

No próximo dia 20, o PT realizará uma prévia para escolher o nome que representará o partido em Imperatriz como candidato a deputado estadual nas eleições de 2022. Concorrem à vaga o vereador Aurélio Gomes, já no terceiro mandato, e Jonas Alves, atual presidente municipal da sigla e suplente de vereador. Disputa acirrada. Na hipótese de Aurélio ser o candidato e se eleger, Jonas assume a sua cadeira no Palácio Dorgival Pinheiro de Souza. É aguardar. 

Azedou 

Zanga dentro do próprio PDT e de aliados em função de deputados da legenda terem votado a favor da PEC dos Precatórios, de interesse do governo. Os votos pedetistas decidiram a vitória de Bolsonaro. A PEC recebeu 312 votos, apenas quatro a mais do que o mínimo necessário para a aprovação. O PDT deu 15 votos. O texto abre espaço para de R$ 91 bilhões no orçamento, dos quais R$ 83 bilhões tendem a ser destinados ao Auxílio Brasil, programa que Bolsonaro ver como forte “fonte” de votos.

Ação 

Ainda ontem o PDT entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) na tentativa de anular a votação da PEC dos Precatórios. O partido alega a inclusão de 20 deputados, que estão em viagem oficial para participar da COP26, entre os votantes da PEC. O PDT questiona a autorização do presidente da Câmara, Arthur Lira, para que os deputados votassem de forma remota, manobra para garantir quórum.

E…

A confusão é tanta que Ciro Gomes decidiu suspender a pré-candidatura à Presidência da República. No Twitter, ele escreveu que “há momentos em que a vida nos traz surpresas fortemente negativas e nos coloca graves desafios. É o que sinto, neste momento, ao deparar-me com a decisão de parte substantiva da bancada do PDT de apoiar a famigerada  PEC dos Precatórios”. E acrescentou: “A mim, só me resta um caminho: deixar a minha pré-candidatura em suspenso até que a bancada do meu partido reavalie sua posição. Temos um instrumento definitivo nas mãos, que é a votação em segundo turno, para reverter a decisão e voltarmos ao rumo certo”.

Será?

Está sendo noticiado que lideranças partidárias do PT e PSB estariam articulando uma aliança visando a eleição presidencial de 2022. Especulam, inclusive, que poderia ser formada uma chapa com Lula tendo como vice o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, que deixou o PSDB. Verdade ou não, o certo é que em política tudo é possível. Além do mais, PSB e PT são do campo progressista. É esperar. 
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Tags »
Leia Também »
Comentários »
Loading...