MENU

22/10/2021 às 00h00min - Atualizada em 22/10/2021 às 00h00min

Bastidores

Racha

As lideranças do PT do Maranhão não estão se entendendo em relação à eleição de 2022 para o governo do estado. O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, se filiou ao partido e foi lançado pré-candidato à sucessão do governador Flávio Dino. No entanto, há uma banda do PT que prefere apoio da legenda ao senador Weverton Rocha (PDT). Um exemplo é o presidente municipal do PT em São Luís, ex-vereador Honorato Fernandes. Ele destaca uma “aliança histórica” do partido com Weverton e que lideranças nacionais têm simpatia pela pré-candidatura do senador. 
O presidente estadual do partido, Augusto Lobato, defende a pré-candidatura própria e o nome de Felipe Camarão, que se filiou ao Partido dos Trabalhadores no início de julho deste ano. A filiação foi homologada por unanimidade pela Executiva Estadual. Agora resta saber se o governador Flávio Dino não fará carga junto à direção nacional para que o PT não tenha candidato próprio e apoie o vice-governador Carlos Brandão. E ainda tem o senador Weverton, que articula em Brasília a adesão do PT à sua pré-candidatura. Jogo embolado. É aguardar.

Prova inválida

O Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) concluiu, nesta quinta-feira (21), o julgamento do processo que envolve o ex-candidato a vereador de São Pedro da Água Branca (MA), Marcelo Pereira da Silva. Por maioria de votos, o colegiado determinou a exclusão da prova de gravação feita em ambiente privado durante a campanha de 2016 e que acusava o candidato e a esposa, Dorica Munique Balbino da Silva, por compra de votos. E, por unanimidade, o Plenário decidiu afastar a perda do objeto e determinar o retorno dos autos para novo julgamento no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA).

Prova inválida II

Na sessão do dia 30 de setembro, o ministro Alexandre de Moraes afastou duas gravações ambientais feitas em ambiente privado por entender que são provas ilícitas. Para ele, o Tribunal Regional deveria julgar novamente o caso e somente poderia se basear em outras provas coletadas no processo para concluir ou não pela condenação. Na sessão de ontem, o ministro Luís Felipe Salomão apresentou voto-vista no mesmo sentido e foi seguido, na sequência, pelos ministros Mauro Campbell Marques e Sérgio Banhos, formando a maioria.

Olha aí!

Em audiência na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, anunciou a criação de cinco universidades federais no País e seis Institutos Federais de Ensino Superior (Ifes). As novas universidades federais serão: Universidade Federal do Sudeste e do Sudoeste do Piauí, a do Norte Mato-Grossense, a do Vale do Itapemirim, a do Alto Solimões e a Universidade Federal da Amazônia Maranhense, em Imperatriz. O projeto que autoriza a criação da nova universidade é de autoria do senador Roberto Rocha. As instituições precisam ser confirmadas pelo Congresso Nacional.

Inelegível

Em sessão realizada nesta quinta-feira, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou a inelegibilidade, até 2022, do ex-governador do Pará, Simão Jatene, por abuso do poder econômico e político praticado durante a campanha de 2014. Ele foi condenado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) por utilizar o programa Cheque Moradia para distribuir recursos com a finalidade de obter votos para a reeleição. Por unanimidade, o colegiado entendeu que o então governador e candidato cometeu abuso de poder político na distribuição do benefício durante os meses que antecederam a votação, uma vez que, no período da campanha, o gasto com o programa mais que triplicou. João Hugo Barral de Miranda, então presidente da Companhia de Habitação do Estado do Pará (Cohab), e Maria Cláudia Zaidan Gonçalves, então diretora da entidade, também estão inelegíveis pelo mesmo período por participação no esquema de distribuição do benefício.
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Relacionadas »
Comentários »
Loading...