MENU

29/08/2020 às 00h00min - Atualizada em 29/08/2020 às 00h00min

ADEUS, AMIGOS


O tempo passa a vida muda, mas as pessoas especiais que adormecem na morte jamais são esquecidas. Esses homens que encantaram os nossos tribunais com suas eloquências e dignificaram suas existências chegaram ao fim de suas jornadas. E quem foram eles?  Como defini-los? Defino-os como dois grandes advogados.Estes homens foram os mais ludovicenses dos grajauenses e penalvences nascidos no Maranhão. Estes homens foram, sobretudo, amigos. Amigos de literatos; amigos dos políticos; amigos de advogados e médicos. Foram amigos de todos. Homens corteses e educados de tratar cavalheiresco; a todos atendiam com a mesma fidalguia: pobres, ricos, quem quer que fosse sempre recebiam deles a lhaneza dos homens probos.

Quando falamos adeus a um amigo, parte de nós se vai com ele. “O tempo passa e a saudade fica. Fontes de lágrimas renascem...”.

“A morte do amigo nos leva junto.Rouba-nos o passado e apaga o futuro. Perdemos o melhor de nós mesmos.Resta a casca. Os planos, as boas intenções perdem o sentido. Parece que recomeçamos do zero, derrotados. Não, não tenho um final feliz pra contar’’.

A vocês amigos faço-as minhas as palavras do poeta português Daniel Arruda quando previa a morte se aproximar. “Quem me faria acreditar que a meninice e a juventude me fugissem! Quem me faria acreditar que a velhice chegaria! Ninguém o faria. Mas hoje me soam as benditas palavras dos antigos: “Este mundo não é nosso e a vida são dois dias.” Tomou assento à janela e viu as flores do jardim da sua vida terrena despetalando-se, lentamente, enquanto perdiam a expressividade das suas cores. As pétalas caídas, levadas pelo vento, plainavam alegres até se perderem no horizonte e, em busca do infinito, cantavam: “Rainha cheia de brilhos,/ Mãe deste teu filho amigo,/ Que me livra dos sarilhos,/ Da desgraça e do perigo,/ Depois de eu criar meus filhos/ Estou pronto a ir contigo!” “À pressa, pegou o comboio que o levaria em sua longa e derradeira viagem. Seguiu sem se despedir, sem tempo para um último abraço, sem dizer adeus. Estava lá, no horário marcado”!

Vocês foram dois amigos que tive, e eu quero homenagear nossa amizade. Mesmo sentindo suas ausências, vocês estarão sempre presentes como uma estrela que nunca deixa de brilhar no céu.

Vocês me deixaram lindas e preciosas lembranças. e junto com elas ficará eternamente grudada esta saudade que fere a alma.

Espero que vocês estejam em um lugar melhor, e que lá fiquem me esperando, pois sei que voltaremos a nos encontrar.

Até sempre, meus amigos! Estejam vocês onde estiverem, e vá eu para onde for, jamais o vou esquecer, jamais passará um dia sem que lembre de vocês e da nossa amizade.

Sálvio e Kleber: A quem fica filhos, irmãos, esposa, familiares todos, meu abraço carinhoso e a divisão dessa dor; também a certeza de que, a morte não é o fim e sim o começo da vida plena prometida por Deus. “Aquele que crê em mim, ainda que esteja morto viverá. E quem vive não morrerá”.

Que Deus os acolha em meio aos bons aos que semearam o bem aqui na terra e colherão sempre o amor. A amizade é um amor que nunca morre. Até a próxima.
Link
FERNANDO BELFORT

FERNANDO BELFORT

Doutor FERNANDO José da Cunha BELFORT é Desembargador aposentado do TRT 16ªR, ...

Tags »
Relacionadas »
Comentários »
Loading...