MENU

25/09/2021 às 00h00min - Atualizada em 25/09/2021 às 00h00min

Protótipo da Imoralidade...


 
Como produto legislado!...

A Câmara e Senado Federal acabam de aprovar, de avaliar, de aceitar, admitir, concordar, que os agentes públicos não devem sofrer punição quanto ao cometimento de quaisquer indecências administrativas...

Orem por nós! Que vergonha!

Embora seja confirmado e aludido que certos administradores tenham gestões irregulares.

Não bastasse...

O Senado da tão castigada república acaba de condecorar o projeto de lei complementar (PLP) que isenta de improbidade e inelegibilidade todos os feitores que tenha tido contas rejeitadas.

Reprovadas refutadas irregular não tem problema em investigar as razões dos problemas.

Então: para que serve o TCU?

Pode exercitar de acordo com a própria vontade dos desafortunados e tendenciosos rapineiros do Erário.

Que nada vai impedir sua futura concorrência política partidária (pleito) na vida pública.

A verdade que se vive num país outro - sem qualquer semelhança de respeito às diferenças.

Ser desonestos, irresponsáveis, ficha-sujas… como protótipo da imoralidade e como bem-aventurados surripiadores... não implica.

Observe o que Romanos 12:17 que celebrava mil anos atrás:

- Não retribuam a ninguém mal por mal. Procuram fazer o que é correto nos olhos de todos.

Politicamente o Brasil tem uma cultura de obscurantismo com raízes disseminadas.

Ou seja: ser cego em política, pior do que não ver é não querer ver.

Infelizmente, o povo elege esse tipo de representantes que desmoraliza e mancha a pátria brasileira.

O povo, no dia 07 de setembro, demonstrou que não suporta mais essas inconsequentes mungangas.

Expondo publicamente suas indignações ombreados com os sentimentos de desprezo experimentado diante da inércia dos políticos brasileiros.

Como bem sintetizou o pensador...

O poder provém, nasce, flui, deriva do povo...

(...) “A lei da vida não é simples: quando não quis quando podia, não vai poder quando quiser.”

Ainda, bem, que na política, hoje, é uma assentada, oportunidade, depois...

Cada um adere sua trilha e a vida lhe dará as respostas de sua predileção que a política doou.

O mais comum (...) do passado é como um arquivo-morto, deve-se lembrar e não viver.

Ainda bem! É o antídoto...

A lápide do malfeitor...

- Mentir ou omitir... é só uma questão de preferência de quem abusa do escrúpulo e debocha do mandato que lhes foi confiado.

O “Toma Lá Dá Cá” é um elenco composto de inúteis, a maioria Senadores, Deputados Federais e Estaduais, Governadores, Prefeitos e Vereadores.

(...) Deus não está morto e sua justiça não falhará!...

E em nome do povo, será feita.

                                        Bom final de semana...
Link
BANDEIRA NETO

BANDEIRA NETO

Nelson BANDEIRA NETO é cronista e funcionário do SESI-Serviço Social da Indústria

Relacionadas »
Comentários »
Loading...