MENU

22/09/2021 às 00h00min - Atualizada em 22/09/2021 às 00h00min

Bastidores

 

Polêmica

O assunto que predominou em Imperatriz, ontem, foi sobre a decisão da Comissão de Constituição, Justiça e Redação da Câmara Municipal, que suspendeu a tramitação de um Projeto de Lei do Poder Executivo dispondo sobre a criação da Superintendência de Saneamento Básico, no âmbito da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos. Em outras palavras, a prefeitura passaria a assumir o serviço da Caema, que é estadual mas tem um contrato em vigência com o Município. A Comissão considerou a complexidade da matéria, o impacto financeiro e ausência de informações sobre os servidores do Município. A tramitação do projeto está suspensa até o envio das informações complementares. A investida do prefeito Assis Ramos contra a Caema está causando polêmica. A oposição acredita que o interesse da prefeitura é privatizar o serviço de abastecimento de água, o que poderia causar aumentos significativos na conta dos consumidores. O prefeito Assis Ramos divulgou uma nota com o seguinte teor: “Olha a eficiência de alguns vereadores de nossa cidade, os de sempre, aqueles do quanto pior, melhor. Enviamos um projeto de lei onde buscamos solucionar a questão da falta d’água, falta de esgoto e poluição do Rio Tocantins em nosso Município, causados pela Caema. Isso faz parte do processo de substituição da CAEMA. E olhem o teor do ofício acima, simplesmente suspenderam o trâmite do projeto de lei, engavetaram o projeto. Com a palavra o povo de Imperatriz. Prefeito Assis Ramos”.

E...

Os funcionários da Caema, Polo de Imperatriz e Região, também divulgaram uma nota: “A maioria dos componentes da CCJ, comissão mais importante da Câmara de Vereadores, decidiu suspender a tramitação de um Projeto do prefeito Assis, que busca privatizar o fornecimento de água em Imperatriz. O tal Projeto criticado por muitos, iniciaria uma ideia de colocar uma empresa privada com fins lucrativos e tirar a Caema Estadual. Muitos veem esse desejo do prefeito Assis como um tiro no pé, pois enquanto a Caema leva a água, Assis quer levar a conta alta ao povo da cidade. A população dos bairros mais carentes, em sintonia com as associações de moradores, já se posicionou contra esse debate de privatizar nossa água. Parabéns aos vereadores…”

Retificação

O tópico da coluna de ontem sobre o apoio de Sebastião Madeira a Raymara Lima está sendo republicado hoje devido a uma incorreção.
- Ao reiterar apoio ao secretário Clayton Noleto, Sebastião Madeira também anunciou que Raymara Lima é sua pré-candidata a deputada estadual. Ela é esposa do empresário Richardson Lima, suplente de vereador e hoje um dos aliados mais próximos do ex-prefeito Madeira. No final de semana Raymara participou de uma reunião de mulheres do PSDB promovida pela ex-vereadora Conceição Formiga, que convidou Madeira para falar sobre o partido em relação a 2022. Na oportunidade, ele reafirmou o apoio a Raymara.

Olha aí!

Em contato com a coluna, ontem um aliado do prefeito Assis Ramos demonstrava preocupação com a atuação da Câmara Municipal em relação ao Executivo. Disse ele: “Os vereadores de oposição, embora minoria, estão mandando na Câmara. E os vereadores da situação não estão tendo coragem de partir para o confronto…”

Foto do Fato

A reconstrução do Calçadão pelo governo do estado foi a grande oportunidade para retirar os camelôs daquele local, porque de outra forma havia resistência. Só que eles já começam a voltar, porque há omissão da prefeitura, que não mantém uma fiscalização para impedir nova ocupação da área. Já existem vendedores de frutas, de lanches, sorvete e outras coisas...
 
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Relacionadas »
Comentários »
Loading...