MENU

15/09/2021 às 00h00min - Atualizada em 15/09/2021 às 00h00min

Bastidores


 

Crescimento

Conforme informação da Agência CNM de Notícias, a primeira parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) de setembro foi de R$ 4.643.616.992,30, o que representa crescimento de 104,58% em comparação com o mesmo repasse feito em 2020. Os recursos entraram nas contas das prefeituras na sexta-feira, 10. Pela segunda vez no ano, o primeiro decêndio teve crescimento de 100%, pois a primeira vez que isso ocorreu foi em julho. Segundo levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), o primeiro repasse do mês tende a ser maior, representando quase a metade da cifra total do mês. A base de cálculo da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) considera a arrecadação dos Impostos de Renda e Sobre Produtos Industrializados (IR e IPI) entre o dia 20 e o dia 30 do mês anterior. Quando se considera a retenção do Fundeb, o montante reduz de R$ 4,6 bilhões para R$ 3.714.893.593,84. Além disso, o crescimento do primeiro decêndio reduz para 89,35% quando se aplica a inflação do período. De janeiro até agora, as prefeituras receberam R$ 98 bilhões, o que é 36,25% maior que a soma anual de R$ 77 bilhões repassados no mesmo período de 2020. Mesmo considerando a inflação, o FPM fica positivo em 27,16%, e mantém a tendência de crescimento conferida ao longo do ano, em que os Municípios receberam o Fundo com aumento de 54,06% em maio; 63,67% em junho; e 63,28% em agosto.

Secretaria

A coluna informou que o ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB) vai assumir uma secretaria do Governo Flávio Dino (PSDB) e que, segundo especulações, poderia ser a de Saúde. Mas ontem uma fonte bem situada no ninho tucano informou que Madeira não vai para a pasta da Saúde. O certo mesmo é que ele vai integrar a equipe do governo antes mesmo de Flávio Dino renunciar ao cargo para Carlos Brandão assumir, no início de abril.

E aí?

Quando tucanos do bico grande de Imperatriz vão deixar de defender Jair Bolsonaro e seguir a linha do PSDB, que oficializou oposição ao Palácio do Planalto? Ou vão deixar o partido para seguir o presidente e o senador Roberto Rocha, que deverá sair do ninho? O líder maior do partido em Imperatriz, Sebastião Madeira, já anunciou que segue a decisão do comando nacional.

E…

O senador Roberto Rocha ainda não sinalizou em qual partido vai se filiar, após deixar o PSDB. Mas deve ser uma sigla alinhada com o Palácio do Planalto, já que ele é aliado do presidente Jair Bolsonaro (ainda sem partido). É aguardar.

Pfizer

O Maranhão também vai usar vacinas da Pfizer em locais onde estiver faltando AstraZeneca para aplicação da segunda dose. O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, disse que “nas cidades onde há falta da vacina AstraZeneca, vamos realizar a segunda dose contra a Covid-19 com o imunizante Pfizer. Esta medida se chama Vacinação Heteróloga e está baseada em evidências científicas que comprovam eficácia contra o vírus”. O primeiro estado a tomar essa medida foi São Paulo.

Falecimento

Ex-senador, morreu nesta terça-feira Carlos Magno Duque Bacelar, aos 83 anos. Ele estava internado desde o dia 4 de setembro, em São Luís, vítima de AVC. Bacelar nasceu em Coelho Neto. Era advogado, empresário e fundador da TV Difusora. Também dirigiu o jornal O Dia, em São Luís.  Magno Bacelar foi deputado estadual, deputado federal e senador, além de secretário de Estado da Educação, vice-prefeito de São Luís e prefeito de Coelho Neto.
 
 
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Relacionadas »
Comentários »
Loading...