MENU

21/08/2021 às 00h00min - Atualizada em 21/08/2021 às 00h00min

Coluna do Illya

AGOSTO, o mês do cachorro louco

Quase ninguém usa mais o termo, mas era assim, “Mês do Cachorro Louco” que jornalistas políticos passaram a partir da década de 50 a classificar o mês de agosto com sua  ‘riqueza’ de acontecimentos, nem sempre alvissareiros, muitos deles - o Massacre de São Bartolomeu (Paris, 24/1572 é primeiro que se tem notícia - afetando a ordem mundial. Não é por menos que a cultura popular o classifica como o mês do desgosto.

Agosto é um mês tão singular que tem ANTES: em 29 de julho de 1914, o Império Austro-húngaro bombardeou a Sérvia no que viria a ser a deflagração da Primeira Guerra Mundial; e tem DEPOIS: em 1º de setembro de 1939 Adolf Hitler invadiu a Polônia deflagrando a Segunda Guerra que duraria 1945. O dia 5 com a bomba atômica sobre Hiroshima/Nagasaki é um registro nefasto, como é ao retorno do Talibã ao poder no Afeganistão e os dois terremotos que destruíram as condições de vida inexistentes no Haiti.

Agosto afeta também o mundo das celebridades, Rodolfo Valentino (Nova York, 23/1926), Glauber Rocha (Rio de Janeiro, 22/1981), Marylin Monroe (Los Angeles, 05/1962) e Carmen Miranda (Beverly Hill, 05/1955) foram alguns que nos deixaram. Aqui no Maranhão, o líder camponês resistente à ditadura, Manoel da Conceição acabou de inscrever a data (18) em sua lápide. 

No Brasil, tantos foram os episódios, em ampla maioria de ordem política. Foi nele que Getúlio Vargas suicidou-se (Rio de Janeiro, 24/1954); que Jânio Quadros renunciou (Brasília, 25/1961); que Juscelino Kubitscheck morreu (22/1976) em acidente de carro na via Dutra (SP). 

Se não foi em agosto que Fernando Collor sofreu o impeachment (29/09/1992), foi nesse mês (16)  diante dos escândalos (a entrevista do irmão, Pedro, o famoso Fiat Elba, a reforma da Casa da Dinda, as contas operadas por PC Farias no exterior), que o presidente pediu que a população fosse às ruas, vestidas com as cores da Bandeira. Em autêntico revés, seu apelo resultou em milhares de pessoas vestidas de preto em luto, decretando o fim daquele governo. Caras pintadas Brasil afora aos gritos de FORA COLLOR.

Mais recente, em 2014 em acidente aéreo ocorrido no dia 13, morria (Santos-SP) Eduardo Campos um dos candidatos à sucessão de Dilma Rousseff. 

Neste século, vide Brasília, agosto tem honrado sua tradição e fazendo jus às suas turbulências. Para o presidente Jair Bolsonaro que tem acumulado sucessivas derrotas está sendo para o gosto de seus adversários, um mês de desgosto.

- Aguardemos, pois, o 7 de setembro. Mais que nunca poderá ser na história e para o futiro o dia da Independência ou Morte! 

É bíblico

Eis que surgirá um falso MESSIAS que se unirá a falsos profetas e muitos falsos cristãos irão adorá-lo. (APOCALIPSE 1:7:1)

História da Filosofia

“O Estado é o que é, porque cidadãos são o que são. Consequentemente, não esperemos ter melhores Estados enquanto não tivermos melhores homens” (Hanna Arendt , em seu clássico: Origens do Totalitarismo)

Nem, nem

Não temos aliados eternos, e não temos inimigos perpétuos. Nossos interesses são eternos e perpétuos, e é nosso dever seguir esses interesses”. (Lord Palmerston, no Parlamento em1º de março de 1848)

EIS

“A Constituição certamente não é perfeita. Ela própria o confessa ao admitir a reforma. Quanto a ela, discordar, sim. Divergir, sim. Descumprir jamais. Afrontá-la, nunca. Traidor da Constituição é traidor da Pátria. Conhecemos o caminho maldito. Rasgar a Constituição, trancar as portas do Parlamento, garrotear a liberdade, mandar os patriotas para a cadeia, o exílio e o cemitério. (Ulysses Guimarães – Assembleia Nacional Constituinte. 05.10.1988)
Link
ILLYA NATHASJE

ILLYA NATHASJE

ILLYA Ulianov Buby NATHASJE é publicitário e Diretor Comercial de O PROGRESSO.

Relacionadas »
Comentários »
Loading...