MENU

19/08/2021 às 00h00min - Atualizada em 19/08/2021 às 00h00min

Bastidores

Valeu, Mané!

O mundo político, especialmente da esquerda, não só do Maranhão mas de todo o País, perdeu ontem Manoel da Conceição, líder camponês de 87 anos que há quatro semanas se encontrava internado em UTI do Hospital Macrorregional de Imperatriz. Ele foi um dos fundadores do Partido dos Trabalhadores (PT), cuja ficha de filiação é de número 3. Homem humilde e corajoso, que não se intimou diante dos perigos impostos numa época de chumbo no País. Sua trajetória foi destacada por amigos e correligionários. “Manoel da Conceição foi um grande líder e ícone de luta pela reforma agrária e por uma sociedade mais justa. Foi preso, torturado, perdeu o irmão mais novo e a perna direita durante a Ditadura Militar. Dizia, com orgulho, de não se arrepender de nada diante da necessidade da luta pela terra. Mané deixa uma história que nos inspira a continuar a luta por dias melhores”, afirmou o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto. “Perdemos um grande brasileiro. Grande Mané da Conceição, um ícone da luta camponesa brasileira. Uma referência moral, um abnegado altruísta, um grande ser humano”, manifestou-se o ex-vereador Adonilson Lima. “Um homem de lutas, de uma bela história construída com ideais e coragem”, disse o deputado estadual Marco Aurélio. Há um livro sobre a vida de Manoel da Conceição, escrito pelo saudoso historiador Adalberto Franklin.

Em campo

O secretário de Indústria e Comércio do Maranhão, Simplício Araújo, está percorrendo estado com uma agenda direcionada ao desenvolvimento do estado. Mas não deixa de ter uma pitada política direcionada às eleições de 2022, pois ele já anunciou a sua pré-candidatura ao governo do Estado pelo Solidariedade. Mas há quem não acredite que Simplício saia candidato sem o apoio do governador Flávio Dino (PSB), que já manifestou preferência pelo vice-governador Carlos Brandão (PSDB). Já o senador Weverton Rocha (PDT) diz que, independente do apoio de FD, será candidato. 

Diálogo 

Ontem o presidente do Congresso Nacional, Rodrigo Pacheco, esteve com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux. Ele destacou a necessidade de “restabelecimento do diálogo” entre os poderes, especialmente entre o Executivo e o Judiciário. “Concordamos que o radicalismo e o extremismo são muito ruins e capazes de derrotar a democracia. Não precisamos concordar sempre, mas temos que respeitar as divergências”. Conforme a Agência Senado, Pacheco disse que Fux se colocou favorável a discutir formas de melhoras o ambiente entre os poderes. “A democracia não pode ser aviltada, como vem sendo no país”, afirmou o presidente do Senado.

Acefalia 

Ainda sob o comando do grupo do ex-prefeito Sebastião Madeira, o PSDB de Imperatriz parece sem rumo. O partido, que já comandou por duas vezes o segundo maior município do Maranhão, há meses, nem virtualmente, se reúne. Candidatura? Só se fala, por enquanto, na da empresária Raymara Lima, e de ninguém mais. Desse jeito, sei não... 

Será? 

Para analistas políticos, o lançamento da pré-candidatura do senador Weverton Rocha (PDT) pode até ter acelerado o processo, mas dificilmente deve mudar os rumos do Palácio dos Leões na direção de Carlos Brandão (PSDB). É aguardar. 

Disputa

A eleição para a Subseção da OAB de Imperatriz caminha para a maior disputa dos últimos anos. Por enquanto, quatro pré-candidatos já se apresentaram: Judson Lopes, Josineile Pedrosa, Lucélia Diogo e Bruno Guilherme. 
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Relacionadas »
Comentários »
Loading...