MENU

17/08/2021 às 00h00min - Atualizada em 17/08/2021 às 00h00min

Bastidores

Prefeitos 

O evento realizado em Imperatriz para o lançamento da pré-candidatura do senador Weverton Rocha (PDT) ao governo do estado, reuniu 61 prefeitos. Alguns, especialmente quem é contra, ainda acham pouco o número. Será? 61 cidades representadas pelos seus gestores, número significativo, embora dizem que Weverton e apoiadores esperavam mais. Vale observa, também, que um líder de uma cidade, que não seja o prefeito, vale mais quando um gestor não está fazendo uma boa administração. Portanto, contar com apoio de quem também não é prefeito vale muito. E muitos ex-prefeitos estiveram presentes, como o de Imperatriz, Ildon Marques de Souza, além do próprio prefeito, Assis Ramos. De qualquer forma, foi um ato de grande repercussão pela quantidade de pessoas que compareceram. Weverton vai, dessa forma, consolidando o seu nome para o Palácio dos Leões, embora sem apoio do governador Flávio Dino (PSB), que tem demonstrado simpatia pelo vice, o tucano Carlos Brandão.

E…

Em função de Flávio Dino não acenar apoio a Weverton Rocha, integrantes do grupo que têm cargos no governo em Imperatriz não compareceram ao encontro realizado para o lançamento da pré-candidatura do senador. Mas muitos que não têm cargo prestigiaram o evento. 

Deputados  

Estavam presentes os deputados estaduais Rildo Amaral (SD), Marco Aurélio (PCdoB), o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto (PCdoB), Neto Evangelista (DEM), Ciro Neto (PP), Ricardo Rios (PDT), Antônio Pereira (DEM), Wendell Lages (PMN), Marcos Caldas (PTB), Zito Rolim (PDT) e Pastor Cavalcante (PTB). 

Deputados II

Dos deputados federais, marcaram presença André Fufuca, presidente nacional em exercício do Progressistas; Juscelino Filho; presidente estadual do DEM; Cléber Verde, presidente do Republicanos no Maranhão; Pedro Lucas, presidente do PSL, e Gil Cutrim (Republicanos). Também prestigiou o evento a senadora Eliziane Gama (Cidadania).

Na ativa 

Embora há muitos anos sem mandato, o ex-prefeito de Montes Altos, Nelson Castilho, ainda não “aposentou” a militância política, estando sempre envolvido nas movimentações eleitorais. Neste final de semana ele esteve em São Luís e se encontrou com o vice-governador Carlos Brandão, ao qual declarou apoio na sua caminhada rumo ao Palácio dos Leões, em 2022. Castilho estava na companhia do ex-deputado Julião Amim, membro histórico do PDT.

Defesa

O ministro aposentado Sydney Sanches, que presidiu o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na década de 90, defendeu o processo eletrônico de votação, que, nas palavras dele, é “auditável antes, durante e depois da eleição e da apuração”. O ministro conclamou os partidos participarem de todas as etapas. “Participei da Justiça Eleitoral desde menino, como datilógrafo. Desde aquela época era comum ouvir alegação de fraude nas apurações. Em muitas vezes, houve prova de fraude, porque o voto era em papel. Acontecia de alguém votar em branco e uma pessoa na mesa apuradora colocar o nome de um candidato na cédula. Não há notícia de caso concreto de fraude na urna eletrônica. Não vejo motivo para voltar ao voto impresso. Seria um retrocesso. O voto impresso enseja a fraude”, disse ele.

Instabilidade

A Instituição Fiscal Independente (IFI) divulgou relatório apontando que a  PEC dos Precatórios (PEC 23/2021) pode trazer instabilidade para economia. Segundo a IFI, a proposta materializa risco fiscal com clareza, causando aumento dos juros, por exemplo.
Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Relacionadas »
Comentários »
Loading...