MENU

07/08/2021 às 00h00min - Atualizada em 07/08/2021 às 00h00min

NÃO CUSTA NADA PERGUNTAR....

 
... Se alguém responder, seria bom.

Para tirar a incerteza entre confirmar ou negar para que os empenhados fiquem sabendo, quais os motivos do município não fazer a “DOAÇÃO” do patrimônio onde funciona a Academia Imperatrizense de Letras para ela própria?...

Com a palavra, os poderes executivo e legislativo.

Este imóvel é usufruto do Município de Imperatriz?

Presume-se que sim...

Se o leitor olhar e visualizar a cognição específica e remeter a expressão “amor ao conhecimento” {o poder executivo e legislativo}, faria uma grande dádiva social e espontânea para os letrados/acadêmicos, obsequiando aquele prédio para a AIL.

As autoridades mandatárias representativas, especialmente da cidade, devem saber que a Academia de Letras é, possivelmente, a maior referência no mundo cultural de uma cidade.

Expressa-se o lastro educacional de um povo.

Olhe para o Brasil de 1897, quando a ABL foi fundada pelos escritores Machado de Assis e Lúcio de Mendonça, com o intuito do cultivo da língua e a literatura brasileira.

No entanto, se julgar, especulativamente, que a Academia daqui é meramente de cunho literário e linguístico...

Sim, Senhor!

Para manter-se depende da consciência e da boa vontade do poder executivo municipal ou de outrem que tenha interesses e de costume mútuo.

Relevantes aos dispêndios rotineiros, como energia elétrica, água, limpeza, vigilância, e tantos outros apetrechos, para que garanta sua digna atividade.

Fica nessa confrontação que não é razoável para as partes beneficiadas.

Um esperando pelo outro.

Na teoria de Kant, sobre atitudes de quem se atém a conhecimentos práticos...

- O que é boa vontade?... É uma vontade cujas decisões são boas em si mesmas....

Todavia, uma proposta de doar um patrimônio da alçada do município, resultaria no bem-estar de utilidade pública; passando todas essas responsabilidades dispendiosas de domínio útil, consumo, para quem realmente usufrui, ou seja, a Academia Imperatrizense de Letras.

Que não fique como a ESTÁTUA de frei Manoel Procópio, aprovada, para ser erigida como marco iniciatório da cidade, onde fica a Praça da Meteorologia e/ou Dr. Sebastião Regis, como queira.

E até hoje, serve como descaso; que seria uma inspiração para a história de Imperatriz.

- Uma cidade sem memória, é uma cidade sem evolução.

CUIDE!... Cidade sem reminiscência apaga sua história!

Quanto a sustentabilidade da AIL e que possa promover o equilíbrio cultural e literário dentro de um ambiente corporativo, com certeza a iniciativa privada e outros prestadores de serviços, compartirão com sua indispensável ajuda pecuniária no que é concebível.
O óbvio salta à vista...

(“”) – A literatura é a expressão da sociedade, como a palavra é a expressão do homem.

Vamos que vamos Prefeitura! Câmara! Sociedade! Indústria e Comércio!...

(...) Lutar sempre, vencer às vezes, desistir nunca!

- Como disse o poeta crítico (Ezra Pound): “A literatura é a linguagem carregada de significado.”

Então, não custa nada perguntar...

Concedendo-os direitos vocacionados para o ensino, a cultura e a ciência.

- Chegar até aqui é uma decisão forte, para todos os incentivadores que gostam do reflexo da capacidade criadora da arte de comunicar-se...
Lembre-se:

(“”) A solidariedade é um combustível para mudar o mundo.

 eliz Dia dos Pais!
Link
BANDEIRA NETO

BANDEIRA NETO

Nelson BANDEIRA NETO é cronista e funcionário do SESI-Serviço Social da Indústria

Relacionadas »
Comentários »
Loading...