MENU

22/08/2020 às 09h24min - Atualizada em 22/08/2020 às 09h24min

Bastidores

Votos 

Por 316 votos a favor, a Câmara dos Deputados manteve o veto do presidente Jair Bolsonaro ao reajuste salarial dos servidores públicos. O Senado havia derrubado o veto. Com a decisão da Câmara, fica proibido até o fim de 2021 aumento salarial a qualquer categoria de servidor público. Votaram contra o veto de Bolsonaro 165 deputados, ente eles quatro do Maranhão – Eduardo Braide (Podemos), Márcio Jerry (PCdoB), e Zé Carlos (PT) e Bira do Pindaré (PSB). Marreca Filho (Patriota) foi o único ausente. Treze votaram a favor. No Senado, os maranhenses Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania) votaram contra o veto. Roberto Rocha (PSDB) foi a favor. 

Equílbrio

Os levantamentos mais recentes sobre a sucessão municipal em Imperatriz demonstram que não há favorito ainda. A palavra pode até ser substituída por “competitivos”, como podem ser avaliados os quatro primeiros bem colocados nessa corrida. “Imperatriz é água pra navio. Vai ganhar essa eleição quem estabelecer e for capaz de desenvolver a melhor estratégia”, disse ontem um astuto observador político.

Em campo
 
Ignorando os informes sobre sua “permanente inelegibilidade” em toda eleição,  o empresário Ildon Marques segue com reuniões presenciais organizadas por aliados. O ex-prefeito sabe do capital eleitoral que carrega, mesmo fora da disputa.

Cuidadoso

Cauteloso, o ex-prefeito Madeira nesse primeiro momento da campanha tem optado pelas reuniões virtuais. São pelo menos duas por dia, com diversos segmentos. Garante que os resultados têm sido satisfatórios. 

UFAMA

O senador Roberto Rocha (PSDB) manteve audiência com o ministro da Educação, Milton Ribeiro, e tratou sobre as providências para a criação da Universidade Federal da Amazônia Maranhense (UFAMA), com os atuais campus de Imperatriz, Balsas e Grajaú, da UFMA. Seriam também criados campus em Açailândia, Barra do Corda, Buriticupu e Estreito. É aguardar.

Será?

O governador Flávio Dino (PCdoB) teme que a pandemia do novo coronavírus tenha “um ciclo de novo agravamento” entre o fim de 2020 e o início de 2021. “Estamos diante deste cenário, que é o mais provável: tivemos uma diminuição de casos, porém, talvez tenhamos, nos próximos meses, especialmente no limiar do ano de 2021, um ciclo de novo agravamento do coronavírus. Podemos ter”, disse o governador durante entrevista. Ele destacou como motivo para o agravamento, a demora na chegada de vacina conta a Covid-19. No momento, os números apontam queda nos casos de coronavírus no Maranhão.

Fora

Em São Luís, o governador Flávio Dino garante que não apoiará nenhum candidato a prefeito no primeiro turno. Do grupo, há vários pré-candidatos, entre os quais os deputados  Rubens Jr. (PCdoB), Neto Evangelista (DEM) e Duarte Jr. (Republicanos). E em Imperatriz, como ficará Flávio Dino? O seu partido, PCdoB, tem o deputado Marco Aurélio. Mas no grupo há outros pré-candidatos, como o vereador José Carlos Barros (Patriota) e o ex-prefeito Ildon Marques (PP), que em 2018 deixou o Grupo Sarney para apoiar a reeleição do governador. E agora chegou a hora de cobrar a fatura, pelo menos pedindo que Dino fique neutro. Só que pela ação de membros do governo em Imperatriz nos últimos dias, observa-se claramente que Marco Aurélio é prioridade.  

Link
CORIOLANO FILHO

CORIOLANO FILHO

CORIOLANO Miranda Rocha FILHO, passou a comandar a Redação depois de ter passado por praticamente todos os setores do jornal.

Relacionadas »
Comentários »
Loading...