Equinox chegará em outubro

Chevrolet confirmou a chegada do SUV médio Equinox para o último trimestre do ano, possivelmente no mês de outubro. Na gama da marca americana, o modelo se encaixa entre o Tracker (que vem apresentando um desempenho decepcionante entre os compactos) e o Trailblazer, entrando no lugar do Captiva. Por enquanto o utilitário esportivo será importado do México apenas na versão topo de linha, chamada Premier. O Equinox é o SUV mais vendido da marca no mundo, e sua terceira geração foi apresentada no início do ano no Salão de Detroit.
O motor é o mesmo do Camaro em sua versão mais branda, um bloco 2.0 turbo com 262cv de potência e 37kgfm de torque. De acordo com a GM, 90% da força está disponível na faixa entre 2.000rpm e 5.600rpm, o que deve deixar o Equinox agradável de dirigir no trânsito pacato da cidade. O câmbio automático de nove marchas também promete boa performance em qualquer situação, mas o veículo dificilmente vai apresentar um consumo moderado (para isto existe a versão 1.5 turbo, mas só nos Estados Unidos).
Esta configuração está focada mesmo no desempenho, acelerando da imobilidade até os 100km/h em cerca de 7,2 segundos. Para melhorar a dirigibilidade, o Equinox tem tração integral permanente, que te ajuda tanto no fora de estrada quanto em rodovias, sendo capaz de aplicar o torque necessário em cada roda do veículo. Como no mercado americano, aqui no Brasil o SUV deve manter a suspensão traseira do tipo multilink, que combina conforto de rodagem e excelente comportamento dinâmico.

Dentro
O interior reserva conforto e boa habitabilidade. O banco do motorista tem regulagens elétricas e memória, mas todos os passageiros podem desfrutar do teto solar elétrico panorâmico. O áudio do sistema multimídia MyLink tem alto-falantes da marca Bose. Para os passageiros do banco de trás, piso plano e saídas de ar-condicionado, além de cintos de segurança de três pontos e apoios de cabeça para todos. O porta-malas é generoso e abriga o estepe (de uso temporário). É possível rebater os bancos para carregar objetos volumosos.

Conteúdo
A Chevrolet já anunciou parte do pacote de equipamentos da versão Premier: frenagem automática de emergência, na iminência de uma colisão frontal; assistente de permanência na faixa, capaz de corrigir a trajetória do veículo; banco do motorista com alerta de segurança, que vibra para avisar sobre a possibilidade de um acidente; tampa do porta-malas acionada por sensor de movimento, para que, quando o usuário estiver com as mão ocupadas, seja possível abrir o compartimento passando o pé por baixo do para-choque traseiro; assistente de estacionamento semiautônomo; alerta de ponto cego nos retrovisores; acionamento remoto do motor; faróis de LED de alta intensidade que identifica a aproximação de outros veículos e desativa automaticamente a luz alta para evitar ofuscamento, além de luzes diurnas e lanternas também com LED.

Quanto? 
A projeção é que o Equinox seja lançado com preço na casa dos R$ 150 mil. De onde vem esse valor? Bem, este é o preço aproximado da versão topo de linha do campeão do segmento dos SUV médios, o Jeep Compass Trailhawk (R$ 154.990), porém com a motorização 2.0 a diesel. Outro concorrente, que não tem brilhado nada em vendas, é o Honda CR-V (R$ 148 mil), vendido em versão única EXL 4x4 com motor 2.0 flex.