Juliano Lopes da Silva e Raimundo Sousa Lima já estão à disposição da Justiça
Piunga foi encontrado na Estrada do Arroz com vários golpes de faca

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Homicídios de Imperatriz/SHPP/ITZ, deu cumprimento a mandados de prisão temporária de 30 dias em desfavor de Juliano Lopes da Silva e Raimundo Sousa Lima, fato ocorrido na manhã dessa quinta-feira, 1º.

Os mandados foram decretados pelo juiz José Jorge Figueiredo dos Anjos Júnior, respondendo pela Central de Inquéritos e Custódia da Comarca de Imperatriz.
Juliano Lopes da Silva e Raimundo Sousa Lima são os principais  suspeitos do homicídio de Evanilson Rosa Mendes, vulgo ‘Piunga’, ocorrido na madrugada do dia 7 de junho de 2018. Na ocasião, o corpo foi encontrado na Estrada do Arroz, nas proximidades do povoado Petrolina, a 20 km de Imperatriz. O corpo de ‘Piunga’, que era ex-presidiário, tinha 19 lesões provocadas por arma branca. No decorrer das investigações, a prisão temporária dos suspeitos pode ser transformada em preventiva.
Os presos, após prestarem interrogatórios, foram encaminhados à Unidade Prisional de Ressocialização de Imperatriz-UPRI, onde permanecerão até ulterior determinação da Justiça.