Lucas Silva de Sousa e Uellen, ele morto e ela baleada

A equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa - DHPP, comandada pelo delegado Praxisteles Martins, deu início nessa segunda-feira (10) às investigações para apurar um homicídio e uma tentativa, ocorridos nesse domingo (9), em Governador Edison Lobão, a 30 km de Imperatriz.

A vítima de homicídio foi Lucas Silva de Sousa, 23 anos, que era morador de Imperatriz e estava residindo em Governador Edison Lobão havia cerca de 15 dias. Em Imperatriz, Lucas residia na Rua 24, casa 17, Sol Nascente. A tentativa de homicídio teve como vítima a esposa de Lucas, identificada apenas por Uellen, que está grávida de três meses.
A Polícia ainda não tem qualquer pista do atirador, como também como chegou ao local do crime. Lucas foi atingido com apenas um  tiro fatal. Quanto a Uellen, levou um tiro no rosto e está internada no Socorrão em Imperatriz, e não corre risco de morte. Uellen está sendo protegida porque é testemunha ocular do crime e logo que deixar o hospital vai ser ouvida pela DHPP.
Segundo informações, Lucas Silva consumia maconha, como informou a própria mãe dele na ocorrência registrada no plantão da Delegacia Regional de Polícia Civil em Imperatriz. Por isso, a primeira linha de investigação adotada pela DHPP é que o crime tenha ligação com o submundo das drogas.