Direito do Trabalho

Direito do Trabalho

Dirigente de clube e vínculo

Meus amigos.

O TST, por sua Quinta Turma, proferiu interessante decisão, ao julgar um processo em que dirigente de um clube de futebol requeria o reconhecimento de vinculo de emprego.

Com efeito, em reclamação trabalhista diz o reclamante em sua inicial que foi membro da diretoria da entidade na condição de vice-presidente financeiro e de esporte amador olímpico. Ele disse que havia sido admitido em janeiro de 2009 para exercer a função de diretor administrativo e financeiro e que, em janeiro de 2013, passou a ocupar o cargo a Vice-Presidência de Esporte Amador até ...

leia mais +

Discriminação por idade e dispensa

Meus amigos.

Dentre os poderes conferidos ao empregador existe o “potestativo”, ou seja, exercer o direito de despedir seu empregado, sem justa causa, pagando-lhe o que é devido. Pois bem. E se essa dispensa for discriminatória, por exemplo, empregado com 65 anos e mais de 30 anos no emprego, sem cometer qualquer deslize, poderia este requerer a sua reintegração ao emprego? De quem é a prova? Examinemos interessante caso decidido pelo TST, sobre a matéria.

Com efeito, um diretor do SESC do Paraná trabalhou de 1975 a 2010 e, por 20 anos, foi diretor ...

leia mais +

Dano existencial

Meus amigos.

Não sei se já ouviram a expressão que nominamos o presente artigo, pois, como veremos, trata-se de construção recente. Com efeito, o dano existencial surgiu após a percepção de que não somente o direito a saúde do trabalhador deveria ser tutelado, mas sim que tal tutela deveria ser ampliada para que fosse abrangido também o dano existencial. O dano existencial resulta de uma conduta do empregador que alcance a perda de vitalidade da pessoa, ou seja, compromete a sua convivência em sociedade.

O seu conceito pode ser assim enunciado: “O dano existencial ...

leia mais +

Cabo eleitoral e vínculo

Meus amigos.

Em ano de eleições muito se discute sobre a real possibilidade da existência do vínculo empregatício entre o cabo eleitoral com o candidato ou partido político e os possíveis direitos trabalhistas decorrentes dessa prestação de serviço.

Há que ser considerado alguns questionamentos. Essa prestação de serviço gera o reconhecimento do vínculo de emprego? Que direitos trabalhistas teriam estes trabalhadores, caso fosse configurado o vínculo?

No que se refere à contratação de pessoas para divulgação do candidato e atendimento em comitês, os chamados “cabos eleitorais”, a regra é a observância do ...

leia mais +

Decisões inéditas

Meus amigos.

Trago hoje a vocês duas interessantes e inéditas decisões tomadas pelo TST em casos que, a meu ver, são pioneiros na Justiça Especializada. Refiro-me ao primeiro que aponta que o uso de produto de limpeza domestica não caracteriza insalubridade e o auxilio creche para o pai só é concedido em casos especiais. Examinemos.

Em reclamação trabalhista, com base em laudo elaborado pelo perito judicial que constatou a existência de insalubridade em grau médio, o juiz da 6ª Vara do Trabalho de Porto Alegre (RS) condenou a empresa a pagar o adicional no ...

leia mais +

Invalidez e plano de saúde

Meus amigos.

Todos nós sabemos que com a aposentadoria do empregado cessa o plano de saúde. Mas e se a aposentadoria do empregado for por invalidez? Poderá o empregador cancelar o plano de saúde? Vejamos o que decidiu o TST sobre o assunto.

Com efeito, a Constituição Federal, no seu art. 7º, XXII, garante aos empregados a redução dos riscos inerentes ao trabalho, por meio de normas de saúde, higiene e segurança.

Portanto, a Constituição fixa direitos mínimos dos trabalhadores, configurando-se a saúde como um direito irrenunciável dele.

Em reclamação ...

leia mais +

Trabalho voluntário e Copa

Meus amigos.

Interessante decisão foi tomada pelo TST neste mês de setembro ao decidir sobre trabalho voluntário prestado durante a copa do mundo. Com efeito, trabalho voluntário é definido pela Lei 9.608/1998 como a “atividade não remunerada prestada por pessoa física a entidade pública de qualquer natureza, ou a instituição privada de fins não lucrativos, que tenha objetivos cívicos, culturais, educacionais, científicos, recreativos ou de assistência social, inclusive mutualidade”.

Ser voluntário é doar seu tempo, trabalho e talento para causas de interesse social e comunitário e com isso melhorar a qualidade de vida ...

leia mais +

O que defendei sobre terceirização

Meus amigos.

Venho sendo insistentemente cobrado por amigos e clientes sobre o que vem a ser terceirização. Quero lembra-lhes que em 31/10/2003 publiquei um artigo onde indagava: POR QUE NÃO ATIVIDADE FIM?

Defendia que “Na ausência de norma específica sobre o assunto e diante de uma legislação fortemente fomentada pela proteção ao empregado, a jurisprudência construiu o entendimento até então vigorante, consubstanciado hoje no Enunciado nº 331 do Tribunal Superior do Trabalho e em normas gerais celetistas e civilistas.”

E mais: “A terceirização no Brasil nasceu de forma livre sem que ...

leia mais +

Prof. Doutor Fernando Belfort

Fernando Belfort é Desembargador aposentado do TRT 16ªR, advogado graduado em Direito pela Universidade Federal do Maranhão, Mestre em Direito (UFPE 2002) e doutor em Direito (PUC/SP 2008). Professor associado da Universidade Federal do Maranhão e membro da Academia Nacional de Direito do Trabalho, é autor de vários livros e artigos em LTr. Tem experiência nas seguintes áreas: cálculos trabalhistas, contribuição sindical, sindicatos e direito coletivo do trabalho e direito Processual do Trabalho. e-mail: fbelfortadv@hotmail.com