Phelippe Duarte

Phelippe Duarte

Imperatriz ainda tem romantismo?

Se prestarmos bastante atenção ao nosso redor em um dia complicado, nós vamos observar que tudo está completamente igual como antigamente. O céu, as árvores, o dia, a noite. O que muda são as pessoas, os carros, as casas, os prédios, os bairros, as ruas, avenidas... A cidade muda. Tudo de belo ao nosso redor, não. O clima em cada mês que identifica o mesmo, o Sol característico de maio, as chuvas do final do ano. O cheiro de Natal que se aproxima. E nós vamos em frente, seguindo a linha reta traçada por nós. Mas a época ...

leia mais +

Maria, Maria é um dom, uma certa magia, é Lis

Por favor, guarde com atenção este momento. Silencie-se por fora, não por dentro. Pois a sua mente tem que ler algumas destas palavras. E mesmo que ele não preste atenção, o seu coração será todo ouvidos.

Hoje, não querendo condenar os cartórios, já que a culpa são dos pais, muitas crianças nascem tão lindas e os pais adotam nomes tão estranhos. Maicón Jaquison da Silva, Amanda Nudes, Antonio Dodoi... pra não citar outros registrados em cartório. O amor pela criança existe? Claro que sim. Depois coloca um apelido e tudo vira festa.

Mas o ...

leia mais +

1 milhão de motivos fúteis

O dinheiro público não descansa. Não dão folga para nosso dinheiro. Quando ele menos espera que ninguém vai mais arrombá-lo, vem um engravatado e lembra: Ops, você é nosso, não se esqueça disso hein!?

Um estudo da CBN revelou que a Câmara dos Deputados gastou R$ 1 milhão com viagens internacionais para os deputados neste ano. Os motivos são variados e não menos fúteis. Vamos enumerar e imaginar o que um deputado faria em algumas viagens que foram descobertas, porque as que ainda não foram, devem ser bem mais do que clandestinas.

leia mais +

Quero começar o texto e a vela está acabando

No princípio Deus criou os céus e a terra. Era a terra sem forma e vazia; trevas cobriam a face do abismo, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. Disse Deus: "Haja luz", e houve luz. Deus viu que a luz era boa, e separou a luz das trevas. Deus chamou à luz dia, e às trevas chamou noite. Passaram-se a tarde e a manhã; esse foi o primeiro dia. Depois disse Deus: "Haja entre as águas um firmamento que separe águas de águas". Então Deus fez o firmamento e separou as águas ...

leia mais +

Caravana do feijão

Aécio Neves, no dia seguinte a mais uma atrapalhada sem nexo dos políticos do rabo preso, estava viajando tranquilamente pelas estradas de Minas Gerais, quando se perdeu. Não sabia onde estava, completamente sem noção de onde poderia estar o caminho correto. Tentou GPS e nada. Estava sem sinal. Olhou no banco do passageiro, limpou uma poeira branca em cima do banco, achou um mapa. Mas estava manchado de café. Decidiu seguir em frente, sem nem mesmo saber onde daria o seu desfecho. Algo bem parecido com a sua vida política, uma grande e tremenda interrogação. O estranho é ...

leia mais +

Horta de pecados

“Já quis ter 04 filhos! Mas, neste momento, a vontade de ser mãe está muda, calada e quieta em um canto. Penso que sim, mas o não também é uma possibilidade”. Este é um dos pensamentos de Andreia Horta, atriz global premiada. Não condeno este pensamento, respeito. Mas me serve de base para entender a opinião dela, ao defender crianças tocando um homem nu, numa chamada “Exposição de Arte Moderna”, em São Paulo. Também questionada sobre casamento com o namorado, diretor de novelas, de supetão ela já afirma: “Deus me livre”. Não há estranheza nos seus argumentos sobre ...

leia mais +

Ouro de lata

No ano em que o Brasil foi confirmado para sediar as Olimpíadas, eu fui totalmente contra. Não porque sou antiesportes, ou não goste de praticá-los. É porque os representantes tanto do Comitê Olímpico quanto da política na época, que comemoravam efusivamente, eram os atletas do assalto com vara: Luiz Inácio, Sérgio Cabral e o dinossauro do Carlos Arthur Nuzman, preso na última quinta-feira, acordado dentro do quarto, pelo delegado da Polícia Federal. No cumprimento do mandado de busca realizada na casa de Nuzman, em setembro, foi encontrada uma chave de cofre de um banco suíço. Nuzman declarou, por ...

leia mais +

O diálogo final?

E no depoimento de Luiz Inocente Lula da Silva a Sergio Moro...

Sergio Moro: O Ministério Público Federal acusa o senhor de receber 13 milhões de reais em propina da empresa Odebrecht. Para começar, o que o senhor alega sobre essa acusação?

Luiz Inocente: Sou inocente, como uma criança que nasce. Como Gedeel, não tem nada a ver com aquele dinheiro. Vocês mataram Dona Marisa.

Sergio Moro: Como sempre desviando o foco e os fatos. O senhor recebeu um Tríplex no Guarujá como propina, chefiou maior esquema da Petrobras e desviou ...

leia mais +