Nelson Bandeira

Nelson Bandeira

VALEI-ME, NOSSA SENHORA!

Costuma-se dizer que estranhos espantos são quando um acontecimento ocasiona certo impacto emocional ou situação de estranheza...

Esse monstro causou um reboliço dos infernos, quando nos encontrávamos dentro de uma canoa no lugar conhecido como Praia Chata, pescando de tarrafa.

Nunca passou em nossas cabeças que ali existia uma criação de Boi Búfalos.

Aquela região tinha uma beirada de capim de praia, meio submerso, próprio para alimentação de peixes, como: voador, cará amarelo, bico de pato, e tantos outros.

E, digam-se de passagem, muito saborosos. A intenção era capturar alguns ...

leia mais +

MARIBONDOS ASSANHADOS

Fomos num final de semana dessas fazer uma pescaria abaixo da praia da “gaivota”, com o objetivo meramente esportivo.

Éramos três: dois já conheciam as manhas do rio; o outro aprendiz, não manjava nada sobre pesca. Mas era um eterno admirador dessa arte.

Acampamos. Preparamos todos os apetrechos necessários para uma boa recreação. Iscamos de imediato um espinhel para fisgar um peixe de couro, entre eles barbado e surubim, ou até mesmo uma caranha, todos ativos com as enchentes dos rios nesta época do ano.

Além do simples papel de lazer, o ...

leia mais +

COMPANHEIRO INSEPARÁVEL...

Existem várias espécies de BOTOS nas bacias dos rios Tocantins e Araguaia – o branco é o mais comum deles.

Antigamente, os profissionais do ramo, daqui, tinham o maior respeito por esses vertebrados; eles que perseguiam os cardumes de peixes, facilitando até o manejo para pescar... Companheiro inseparável.

Estes animais são normalmente solidários. Têm uns 2 metros de comprimento e chega a pesar mais de 100 quilos. Este bicho é considerado um verdadeiro sedutor dentro das águas fluentes dos seus habitat...

Os pescadores faziam festas nas suas margens e praias deste imenso ...

leia mais +

RIO TOCANTINS, POTE DE HISTÓRIAS...

Talvez poucos tivessem a sorte de ver a fartura que o Rio Tocantins tinha de peixes. As qualidades eram tantas, que hoje muitos deles despareceram.

De tal maneira que cardumes estremeciam as águas aonde iam passando... Pacu manteiga, Curimatá, caranha, piabanha, branquinha, piau e muito outros de pouco fluxo.

A força vegetativa, ou seja, as formas de vida que cobriam os solos de suas margens; os igarapés cheios onde migrava para reprodução, considerado como período de desova.

Este meio ambiente “in natura” daqueles tempos, garantia com abundância os mariscos que se tornava ...

leia mais +

ACABOU-SE O QUE ERA DOCE

Pois é. A folia foi embora; deixou o rastro das consequências já previstas, mas, também, satisfez o desejo daqueles que amam e adoram desse tipo de festividade popular.

As coisas e o tempo mudaram. Há 20 anos, eram os clubes sociais que corriam atrás de associados e convidados para abrilhantarem seus bailes carnavalescos.

Eram festas privadas; com preços bem salgados - comprar uma mesa para temporada - acontecimentos devidamente programados, principalmente para os salões do Juçara Clube como Tocantins e outros menos conhecidos.

O movimento de ruas era na base do pó ...

leia mais +

VOO JJJBR

Sábado de carnaval fui a São Luís do Maranhão, a fim de resolver problemas relacionados à minha pessoa. Neste percurso, voo de 45 minutos, aconteceram fatos hilários dentro da aeronave.
Sentei-me na cadeira 6C (corredor). Paralelo, sentou-se uma senhora com seus mais de 70 aninhos de idade, acompanhada de sua filha e um neto de seus nove anos de existência.
Embarcaram neste dia 154 passageiros com destino a SL e Fortaleza, muitos para as festividades da folia carnavalesca e outros, simplesmente, curtirem esses dias de feriado, como pressupostos.
Decolagem perfeita, uma balançada ...

leia mais +

TUDO É CARNAVAL!

Chegou a hora de vaca desconhecer bezerro... Novilho manso mama em todas as vacas... Carnaval vem do latim (carna vale), que significa dizer “adeus à carne” - linda esta metáfora... O tempo da libertinagem.

Todos os aderentes da “folia”, passageiramente, são dotados de riquezas, muita saúde, o corpo preparado para o grande molejo momesco.

São garrotes, bezerras, cabritos cabritas soltos sem cabrestos para pastarem à vontade; praticarem qualquer tipo de relação afetuosa nesses cincos dias de agonia festiva, de dança rápida e animada e com sabor e efeitos pegadiços.

O saracoteio é ...

leia mais +

O QUE É INOMOGENEIDADE?

Calma! Paciência! A sociedade sempre se alimentou gramaticalmente com a versão desse vocábulo que parece muito com xingamento, mas não é...

Simplesmente equivale: heterogeneidade, diferença, diversidade, dessemelhança...

Faz parte de um componente do sistema nervoso na cabeça da humanidade, seja ela, abastada, rica, pobre, miserável; tem o desempenho concebido por elementos diferentes, irregulares, desiguais distintos.

Onde deveria ser o exemplo inquestionável (família) como paradigmas ancestrais: são de desentendimento, desacordo e total desavença por todos os quadrados e subsistindo-se no mesmo teto.

Como é de praxe, a coletividade domicilia-se como fosse ...

leia mais +