Nelson Bandeira

Nelson Bandeira

ÊPA, ÊPA, ÊPA !!!

As coisas estão indo de mal a pior! Não dá mais para acreditar, aceitar, conviver, ouvir e não ter pra onde recorrer.

Agora se olhar as imagens desses “estrupiços” poluindo, contaminando publicamente a cidade que antes veio batizada de uma grande província mas a província nunca saiu dela.

Ouça o tinido. Mais de 120 decibéis. É tão alto que pipoca até esmalte de fundo de pinico. Faça um cálculo como fica a audição de um ser humano.

Leia-se: NR=15 (limite de tolerância para ruídos contínuos ou intermitentes)...

Aonde anda ...

leia mais +

PARA QUE SERVE O HIDRÔMETRO?

Que pergunta besta! Parece. Mas algo de errado não está certo! Este equipamento serve como contador e instrumento de medição volumétrica de água.

Só que aqui no torrão que Procópio descobriu e com a tecnologia de ponta da CAEMA, configurou-se numa versão diferente, em que devia medir o quantitativo de água consumida, não.

A sua incumbência é para calcular água em metro cúbico, mas, com a troca inserida pela estatal de saneamento básico, passou a estimar o consumo desses líquido precioso em metros quadrados (m2).

Essa inovação está desafiando os mais categorizados ...

leia mais +

ADIVINHE A ENTRADA

(“”) Bola de Cristal: é um instrumento usado por algumas pessoas e religiões, que tem a capacidade de adivinhar...

Aqui em se tratando de feito de cunho coletivo tem um amargor, ou seja, se encontra posicionado ao contrário. Neste caso, o que se opõe ao avesso é a procura da entrada caminho para embarcar no terminal RODOVIÁRIO da cidade.

As placas indicativas ficam dentro da “RUA”. Quem vem na via de acesso para ir nesta estação de passageiros só acerta a “entrada” quem já sabe, ou então passa direto.

Onde deveria ficar ...

leia mais +

Perguntar ofende?

Todo mundo sabe da máxima “perguntar não ofende”. Portanto, Imperatriz está cansada de aceitar e ficar densa sobre a montoeira de desarrumação que recai sobre a cidade.

Ilustrando esta forma de abordar e tendo como retrato falado a “feira do mercadinho” – especialmente aos domingos, quando ocorre sua comercialização com produtos alimentícios.

É um Deus nos acuda! Transitam por dentro do mercado, motos, carros de mãos, bicicletas, veículos, cavalos, éguas, jumentos, cachorros, inviabilizando aos consumidores de fazerem suas compras com seguranças.

É uma vergonha pública! Entra prefeito, sai prefeito, secretários, vereadores e ...

leia mais +

Que imagem linda!

As imagens fotogenicamente aludidas não são coisa de tamanha admiração não. São características do verdadeiro abandono mesmo. E não é tão pouco recente – vem de várias administrações públicas.

Trata-se da Praça UNIÃO - mal tratada, sem as jardinagens necessárias, pisos danificados, quadra de esporte cujo aspecto está mais para lixeiro do que para prática de exercícios esportivos.

Os canteiros estão todos estourados de “formigueiros” denotando o verdadeiro desleixo advindo das autoridades públicas. Como amostragem reporta-se sobre este logradouro totalmente desprezado pelos órgãos competentes.

Isso nada mais é do que a violação ...

leia mais +

O antagonismo da Quinze...

Ó que saudade da antiga Rua 15 de Novembro. Depois de bloqueteada com todos os requisitos recomendados e executados por uma empresa de credibilidade que ainda presa muito pelo que faz – ficou muito atraente por sinal.

É somente a saudade como era antes. A primeira avenida (século XIX) era chamada de Rua Grande – mais tarde Rua de Dentro – em alusão à Proclamação da República em 1889 ficou conhecida como a Rua 15 de Novembro, concernente ao movimento republicano.

Sempre sofrida pelo antagonismo desde 2002, quando sofreu o desmembramento para dar nomes ...

leia mais +

Desvio de função...

Esta contextualização se caracteriza não pelo ato de reproduzir como obra da imaginação. Mas produzida pelas informações vindas dos meios comunicativos regionais.

Se for verdade ou não, fica o ponto de ?. Se for mentira, cabe em todos se posicionar indiferentemente daquilo que lhes são imputados.

A questão se tipifica com o desvio de função assumindo mais responsabilidade do que o seu cargo exige. Somente isso.

A evidência respinga em vereadores noticiados pela mídia. Pela qual não se tem a ideia se é verossímil e/ou não. Por certo, desvirtua realmente aquilo ...

leia mais +

Jet Wash Indígena...

Traduzindo: Lavagem de Alta Pressão. Isso mesmo. Diante de tantos desassossegos minados que enxovalha e sem sentimento de vergonha causada pela classe política brasileira... é uma baderna!

Se fizesse uma operação indígena desde o descobrimento do Brasil, as terras voltariam totalmente para propriedades dos índios. Embora, vítimas, também, dos quadrilheiros das caravelas portuguesas.

Hilarizando a carta de Pero Vaz Caminha: (“”) Na frota de Cabral veio dois ladrões – morreram por doenças tropicais da região. E foram por aqui sepultados...

“Como aqui, em se plantando tudo dá, é por isso que nasce ...

leia mais +