Audiência

É claro que todos esperam que o problema seja resolvido, no entanto é mais complexa a situação. Embora seja importante discutir prováveis saídas para evitar que se prolongue ou que venha deixar o rio praticamente seco, o que poderá ocorrer em alguns anos se nada for feito. Ontem, a comissão do meio ambiente da Câmara, por sugestão do deputado Léo Cunha e com o apoio do colega Wellington do Curso, promoveu mais uma dessas discussões e foram feitos comentários sobre iniciativas que possam, se não reverter, pelo menos melhorar. Um dos pontos mais graves é, sem sombra de dúvidas, a questão do despejo do esgoto de Imperatriz no rio sem qualquer tratamento.

Hidrelétricas

Também não pode ser descartado que a retenção da água para manter os lagos das cinco hidrelétricas em condições de atender ao funcionamento das turbinas é outro ponto importante e que fica até mesmo impossibilitado de fazer algo. Isso porque o Brasil precisa de energia, principalmente agora, que retoma a economia e vai querer mais energia para as indústrias, e isso obriga a ter mais água nos reservatórios.

Chuvas

Aliado a tudo isso vem a questão que a cada ano o período das chuvas está sendo alterado por conta dos desmatamentos e sem chuvas os poucos afluentes que restam não enchem, assim como o próprio rio. Quer dizer, a mão do homem influenciando de forma direta nas alterações e provocando colapso nos rios, não só o Tocantins, mas todos que integram a bacia Araguaia-Tocantins. Não há chuvas na região onde nascem esses dois rios - Goiás e Brasília.

Enquete

Mesmo sabendo que o resultado das enquetes feitas em blogues ou sites não tem qualquer sentido científico, o empresário Ribinha Cunha gostou de saber que quem acessa estes blogues o querem como candidato no próximo ano, seja como candidato a senador ou a deputado federal. Por enquanto, ele continua igual curió na muda, não fala nada a respeito do seu futuro.

Reeleição

Ribinha analisa cuidadosamente o quadro político eleitoral para definir se será candidato, pois pensa na reeleição do irmão e sabe que um passo em falso ou erro estratégico poderá prejudicar Léo Cunha, hoje consolidado na região e apontado como um dos reeleitos no ano que vem.

Estágio

Estão abertas as inscrições para o Encontro IEL de Estágio e Carreiras - edição 2017. Realizado em Imperatriz e São Luís pelo Instituto Euvaldo Lodi (IEL), entidade do Sistema FIEMA, o encontro visa discutir carreiras profissionais, tecnologia, estágio e mercado de trabalho. Os interessados podem se inscrever pelo site www.fiema.org.br, que dá acesso à página do evento, e confirmar a inscrição entregando 2kg de alimentos não perecíveis, na sede do IEL-MA em Imperatriz e São Luís. As vagas são limitadas.

Carreira

Com o tema "Juntos pela sua Trajetória Profissional", o Encontro será realizado no dia 26 de setembro de 2017, no Auditório do Palácio do Comércio, em Imperatriz, e no dia 27 de setembro de 2017, no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, em São Luís. A expectativa é reunir aproximadamente 2 mil participantes nas duas cidades maranhenses. Entre os palestrantes, em Imperatriz, a consultora empresarial Soraia Schutel, de Porto Alegre, abordará sobre o tema "Jovem: Cidadão do Mundo, Carreira e Empregabilidade". Já São Luís recebe pela primeira vez o especialista em cultura digital Gil Giardelli. Além dos especialistas nacionais, mais oito palestrantes de Imperatriz e São Luís completarão a programação.

Iel

O IEL-MA é o agente estratégico da Federação das Indústrias do Estado de Maranhão (FIEMA), criado em 1970 com o objetivo de articular a integração entre o setor produtivo, centros de conhecimento e de fomento à pesquisa e inovação. Desde 2006, realiza o encontro de estágio, com foco na difusão de informações sobre legislação, mercado de trabalho e estágio, fazendo estudantes técnico/superior, empresários e corpo docente discutirem e refletirem sobre seus posicionamentos no processo teoria e prática. Nesses dez anos, 9.862 participaram do evento.