No páreo

Ontem, em conversa com o colunista, a odontóloga Rosângela Curado reafirmou a sua decisão de disputar o mandato de deputada estadual. Ela deixou o PDT e se filiou ao PEN, comandado no estado pelo deputado federal Junior Marreca. Curado assegurou que fará dobradinha com Marreca e tem confirmado o apoio de três vereadores – José Carlos Soares, Ditola Castro e Bebé Taxista. A pré-candidata à Assembleia Legislativa observa que tem serviços prestados na região, especialmente na sua área, a saúde, e com isso espera obter resultado positivo nas urnas, no dia 7 de outubro.

Dinâmica política

Causou surpresa nos meios políticos o anúncio feito, durante sessão na semana passada, pelo vereador Hamilton Miranda (PP) sobre o seu apoio à reeleição do deputado estadual Marco Aurélio. Líder do Governo Assis Ramos (MDB) na Câmara, Hamilton era um ferrenho crítico da esquerda, especialmente dos comunistas. A adesão à pré-candidatura de Marco Aurélio gerou especulações, inclusive de que ele teria rompido com o prefeito. Mas a sua decisão não significa que ele tenha deixado a base de sustentação do prefeito.

CPI

Há vereadores ensaiando um pedido de abertura de CPI contra o prefeito Assis Ramos. Um dos mais “acesos” seria exatamente o vereador João Silva, até poucos dias aliado da administração municipal e agora defensor do governo estadual. O vereador Bebé já avisou que vai “pra cima” dos que defenderem a criação de CPI. Para ele, não há fatos que justifiquem uma investigação.

Acessibilidade

De iniciativa do Rotary Club, está sendo desenvolvida a campanha “Calçada Para Todos”. Nesta quarta-feira, 9, haverá audiência Pública na Câmara Municipal de Imperatriz para discutir a padronização de calçadas e acessibilidade. Solicitada pelo Rotary, a audiência começa às 9h, sob a presidência do vereador Alberto Souza, que na sexta-feira recebeu representantes do Rotary no gabinete da Presidência da Câmara. Diversas entidades foram convidadas.

Prego batido

Para quem ainda duvidava, sábado o governador Flávio Dino voltou a bater o martelo em torno da chapa majoritária. Durante o “Diálogos pelo Maranhão”, ele disse que com Eliziane Gama, Wewerton Rocha e Carlos Brandão “conseguiremos novamente vencer esta luta”. Os dois primeiros são pré-candidatos ao Senado. Brandão foi mantido como vice. A escolha da chapa para o Senado foi o motivo do rompimento dos deputados José Reinaldo Tavares e Waldir Maranhão, que queriam o apoio de Flávio Dino.

Ele disse

“Quantos estadistas o Brasil teve? Uma lista pequena, infelizmente. Lembro-me de José Bonifácio, Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, Brizola e Ulisses Guimarães. Nesse conjunto, Lula é o único vivo”. A afirmação é do governador Flávio Dino, em redes sociais. Muitos comentários dos internautas, com boa parte se posicionando contrária à inclusão do nome de Lula.

Credenciais

Ao destacar as qualidades do ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, em encontro realizado pelo PSDB em São Luís, o deputado federal José Reinaldo Tavares disse que “nenhum outro partido possui hoje um nome que reúna as qualidades necessárias para reerguer o Brasil no rumo necessário à sua destinação de potência à altura de nossas riquezas naturais e humanas”.