Caras novas

No final de semana, o “prato principal” da política em Imperatriz e região foi a visita da ex-governadora Roseana Sarney. Queiram ou não, deve-se reconhecer que ela teve uma grande recepção em Imperatriz. O Palácio do Comércio ficou lotado. Mas o que se pode destacar de mais importante não é a quantidade de pessoas presentes, mas sim as caras novas que se viu. Até um passado não muito distante, Roseana era recebida sempre por “figuras carimbadas”, e poucas. O mesmo de sempre. Sábado, no Palácio do Comércio estiveram centenas de pessoas que não se via em eventos políticos, muitas delas jovens. Mas o que houve para essa mudança? É que hoje há um grupo novo na política em Imperatriz, comandado pelo prefeito Francisco de Assis Ramos (MDB), que em 2016 se filiou pela primeira vez a um partido e disputou uma eleição, sendo logo vitorioso. Portanto, está aí a cara nova do grupo de Roseana Sarney em Imperatriz – Assis Ramos e seus seguidores. E isso é importante para tirá-la dos insignificantes percentuais que o perseguem na cidade nas suas duas últimas eleições.

Fechado

Domingo Roseana Sarney esteve em Davinópolis. Consta que todos os grupos políticos do município se uniram em torno do nome da pré-candidata ao governo. O prefeito Ivanildo, o ex-prefeito Chico do Rádio e ex-candidatos a prefeito estariam todos no mesmo barco. Já em Governador Edison Lobão, o vice-prefeito Flávio Material de Construção (PP) anunciou o seu apoio a Roseana. Mas isso não significa que ele rompeu com o prefeito Geraldo Braga, que é do PCdoB. Também em Edison Lobão a pré-candidata tem apoio da ex-candidata a prefeita Telma Plácido. Em Porto Franco, o prefeito Nelson Horácio (PSD) declarou que acompanhará Roseana.

Apoio I

Dos 21 vereadores de Imperatriz, apenas cinco estariam decididos a apoiar a ex-governadora Roseana Sarney – Hamilton Miranda, Eudes, Fábio Hernandez, Chiquim da Diferro e Adhemar Freitas. O vereador Paulinho Lobão é ligado ao prefeito Assis Ramos. Porém, é filiado ao PDT e pode seguir o partido, que apoia Flávio Dino.

Apoio II

O governador Flávio Dino teria apoio de 14 vereadores – Rildo Amaral, João Silva, Terezinha Soares, Zé Carlos, Aurélio Gomes, Ditola Castro, Carlos Hermes, Antonio Pimentel, Bebé Taxista, Pedro Gomes, Maura Barroso, Irmã Telma, Alberto Souza e Paulinho Lobão. O vereador Ricardo Seidel segue Eduardo Braide e Zesiel Ribeiro o senador Roberto Rocha.

Da caserna para as urnas

Os militares do Maranhão estão cada vez mais interessados em seguir a carreira política. O ex-comandante geral da PM, Coronel Pereira, seria candidato a deputado estadual. E já estão em plena pré-campanha o coronel Zanoni Porto e o Major Janilson Lindoso. Existe também o Cabo Campos, já no exercício do mandato de deputado. Fala-se ainda nos coronéis Raimundo Sá e Ivaldo Barbosa. E pode ter mais...

Olha aí!

Ministério da Educação não está gostando nem um pouco da ideia das universidades em ofertar o curso “O Golpe de 2016 e o Futuro da Democracia no Brasil”. Em outras palavras, “discutir e refletir” sobre o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT). O MEC acionou a AGU (Advocacia Geral da União), o TCU (Tribunal de Contas da União) e o MPF (Ministério Público Federal), para saber se os criadores da disciplina não teriam cometido improbidade administrativa pelo fato de “promover uma disciplina que não tem base na ciência, é apenas promoção de uma tese de um partido político”. A primeira universidade a disponibilizar o curso foi a UNB (Brasília-DF). No Maranhão, a UFMA e UemaSul decidiram também entrar na onda.

Fortalecimento

O PTB está se fortalecendo para as eleições. Ontem iniciou o processo de novas filiações. Dentre os novos filiados estão os pré-candidatos Marcos Caldas, de Barreirinhas; Domingos Serra (Toca Serra), de Pedro do Rosário; Graça Melo, de Arari; Camilo Figueiredo Filho, de Codó; Leonardo Sá, de Pinheiro; e Francisco Pereira de Sousa, o “Dedé Locutor”, do município de Governador Eugênio Barros. Recentemente o partido se aliou ao governador Flávio Dino.