Destituição

Novo presidente nacional do Democratas, o prefeito de Salvador (BA), Antonio Carlos Magalhães Neto, já anunciou que vai destituir todas as comissões provisórias estaduais e municipais. De acordo com o jornal O Estado de S.Paulo, a medida visa “acomodar a chegada de novos nomes à legenda”. A expectativa é grande no Maranhão, onde o DEM é presidido pelo deputado federal Juscelino Filho, mas o deputado José Reinaldo Tavares quer se filiar e levar o partido para rumo diferente. Juscelino quer aliança com o PCdoB do governador Flávio Dino, com quem Zé Reinaldo rompeu recentemente. O deputado e pré-candidato ao Senado pretende apoiar o deputado Eduardo Braid, que também se filiaria ao DEM. Em nota que está sendo publicada ao lado desta coluna, Zé Reinaldo informa que diante da falta de definição em torno dos novos rumos do partido no estado, ele postergou a sua filiação, que estava prevista para amanhã, 10 de março.

E...

José Reinaldo Tavares demonstra não estar muito preocupado. Revela que tem três planos B. Caso não dê certo o seu ingresso no DEM, há outros dois partidos como opções. E admite que um seria o PT. Isso mesmo, o PT. Logo ele, que votou pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Será?

Noticia-se em redes sociais que o advogado Marco Simão poderá ser candidato a deputado estadual. Mas quem é o cidadão? Para quem não sabe, ele é cunhado do prefeito de Imperatriz, Assis Ramos. É ex-gestor regional de Saúde do estado em Timon, onde não só ele, como também Assis Ramos, têm influência. Os pais e parentes de Assis residem naquela cidade, onde ele já morou. Resta saber se Assis vai apoiá-lo, porque em Imperatriz tem compromisso com o vice-prefeito Alex Nunes Rocha. Mas como o advogado atua em outra região, poderia se tornar viável um apoio, já que não causaria prejuízo à candidatura de Alex, cujo reduto eleitoral deverá ficar restrito aos municípios da região tocantina. É aguardar.

Sinrural

Está programada para hoje a inauguração da nova sede do Sindicato Rural de Imperatriz. Será a partir das 20h, no Parque de Exposições Lourenço Vieira da Silva. Também haverá a posse da nova diretoria eleita para o triênio 2018/2020, tendo como presidente o pecuarista Armelindo Ferrari Junior, que substituirá Renato Pereira.

Hospital

O deputado Antônio Pereira (DEM) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa para comemorar a decisão do governador Flávio Dino (PCdoB) de construir um hospital municipal de urgência e emergência em Imperatriz. Pereira ressaltou que, quando o governador entregar o novo hospital para a população, a obra será uma das principais realizações de seus quatro mandatos consecutivos na AL em benefício da região tocantina. O democrata lembrou que a construção do hospital é fruto de sua luta junto ao Governo do Estado e também de 17 dos 21 vereadores com assento na Câmara Municipal de Imperatriz, capitaneada pelo presidente da Casa, vereador José Carlos Barros.

Olha aí!

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou nessa terça-feira (6) o Projeto de Lei 1530/15, do deputado Efraim Filho (DEM-PB), que estipula a pena de cassação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) do condutor de veículo usado em crime de receptação, contrabando ou descaminho de mercadorias. Aprovado na forma do substitutivo do deputado Covatti Filho (PP-RS), o texto permite ao juiz suspender a habilitação do condutor preso em flagrante na prática desses crimes. A matéria será analisada ainda pelo Senado.

FPM

Cerca de R$ 2,9 bilhões serão transferidos às Prefeituras nesta sexta-feira, 9 de março. A verba, referente ao primeiro repasse do FPM do mês, considera o porcentual constitucional destinado ao Fundeb. Sem considerar a retenção destinada ao financiamento da educação, chamado de valor bruto, o montante será de R$ 3,6 bilhões. Com base nos dados disponibilizados pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), a Confederação Nacional de Municípios (CNM) calcula crescimento de 24,55%, em relação ao montante repassado no mesmo período do ano anterior, sem considerar os efeitos da inflação. Em 2017, foram repassados R$ 2,9 bilhões em valores brutos, mesma cifra transferida este ano, mas considerando o desconto do Fundeb. Quando se consideram os efeitos inflacionários, o levantamento da Confederação aponta aumento no primeiro repasse de março de 21,80%.