Prego batido

Acabou a novela “Intervenção no PSDB”. O último capítulo foi na noite de segunda-feira e terminou por volta das 22h. O presidente nacional do partido, Tasso Jereissati, se reuniu com o senador Roberto Rocha e o vice-governador Carlos Brandão, que tentava reverter a decisão do comando de intervir no diretório do Maranhão. Brandão argumentou que não haveria problema o PSDB fazer aliança com o PCdoB, porque isso já aconteceu em 2014. Jereissati observou que agora a situação é outra. Ainda na tentativa de convencer o dirigente tucano, o vice-governador lembrou que Madeira não lançou nenhum candidato a deputado, em 2014. Nesse momento, Roberto Rocha se manifestou, dizendo que Brandão não poderia falar de quem estava ausente. E afirmou que nem ele próprio, Roberto, tinha moral para falar de Madeira, porque este está no PSDB desde a sua fundação. É o seu único partido desde que iniciou a carreira política. Depois Jereissati homologou o ato de intervenção. Agora é prego batido, ponta virada.

Comando

O PSDB já escolheu os nomes do novo comando do partido no Maranhão. O presidente da Comissão Interventora é o senador Roberto Rocha. O ex-prefeito Sebastião Madeira é o secretário. Os outros integrantes são Augusto Lago, Afonso Salgado, Maria do Carmo Souza, Zesiel Ribeiro e Ezequiel Gomes.

Assim é

Há momentos em que se pensa que a sessão da Câmara Municipal de Imperatriz é na Assembleia Legislativa do Estado. Assuntos atinentes ao governo e que deveriam ser discutidos pelos deputados são abordados com exaustão pelos vereadores, ocupando boa parte do horário da sessão. Até mesmo assuntos do governo federal são levados a plenário. Claro que há casos que justificam, mas está se constituindo em uma rotina a mudança de rumo das atribuições dos parlamentares mirins.

Reforços

Ontem o vereador Bebé Taxista comemorava. Acredita que o seu partido, o PEN, vai se fortalecer em Imperatriz. Segundo ele, um vereador pré-candidato a deputado e um ex-vereador deverão se filiar ao PEN, assim como o Major Janilson Lindoso. A legenda ficaria com três vereadores, pois além de Bebé Taxista, já tem Ditola Castro. O PEN (Partido Ecológico Nacional) pediu no TSE a mudança de nome para Patriota.

Dinâmica 

Até as convenções, em julho de 2018, muitas novidades poderão acontecer no quadro político estadual e nacional. Já existe a possibilidade de PT e PMDB reeditarem a aliança para a Presidência da República e até para o Palácio dos Leões, com Lula e Roseana juntos. Também não é descartada a aliança entre PSDB, PSB e PPS. Se o vice-governador de São Paulo, Márcio França, ganhar a convenção, o PSB se alia aos tucanos. Ele deve assumir o governo, com Alckmin saindo candidato a presidente. E o PPS tem no comando Roberto Freire, que acompanharia o PSB. Isso influenciaria no Maranhão, com o PCdoB perdendo PPS e PSB para o PSDB do pré-candidato a governador Roberto Rocha.

E...

Nos últimos dias a ex-governadora Roseana Sarney e o ex-presidente Lula já mantiverem pelo menos dois contatos. Isso tem preocupado o Palácio dos Leões.