Ataque e defesa

Em redes sociais, o ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB) foi apontado como culpado pelo atraso nos serviços de revitalização  da Beira-Rio, devido a interdição da obra. Ontem, ele rebateu os comentários, garantindo que não foi empecilho. “Pelo contrário. Para evitar questionamento do Ministério Público, sugerimos que o licenciamento ambiental fosse feito pela SEMA (Secretaria de Estado do Meio Ambiente). Iniciaram a obra sem alvará e sem nenhuma autorização do Município. A Sepluma embargou, mas no mesmo dia eu soube e liguei para a Secretaria liberar e chamar os responsáveis pela obra para iniciarem o processo de legalização da obra. Só ficou parada um dia. Tem o secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, como testemunha”. A nova Beira-Rio pode ser inaugurada ainda este ano.

PCdoB

Com as presenças de vários prefeitos e outras lideranças da região, como o secretário de Estado Clayton Noleto e o deputado estadual Marco Aurélio, o PCdoB realizou a sua Conferência, domingo. O auditório da Associação Médica ficou lotado. O partido finalizou o ciclo das conferências na região tocantina, “um evento grande, que consolida ainda mais a representatividade do nosso partido na região”, segundo afirmou Adonilson Lima, articulador político  regional do governo. Na oportunidade, o secretário da Infraestrutura, Clayton Noleto, foi reconduzido à presidência municipal do PCdoB.

Na disputa

Está cada vez mais evidente a disposição da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) em disputar a eleição de 2018. Ela começa a aparecer em eventos políticos e a se manifestar por meio da Imprensa e redes sociais. Conforme fontes, dificilmente Roseana deixará de tentar voltar ao Palácio dos Leões, mesmo sabendo da dificuldade que terá pela frente, enfrentando o governador Flávio Dino (PCdoB).

E...

Nesta segunda-feira, em entrevista a uma rádio de São Luís, o governador Flávio Dino não deixou de alfinetar a sua provável adversária. “É a síntese do atraso. É a responsável maior por tantos problemas econômicos sociais, porque ela representa um sistema de poder”, disparou Flávio Dino, se referindo a Roseana Sarney. Mesmo ainda estando a um ano das eleições, o clima político-eleitoral já começa a esquentar.

Aval petista

Os partidos PT e PCdoB, juntamente com o PMDB, foram os principais defensores da aprovação do financiamento público de campanha. Todos os deputados petistas e comunistas votaram a favor. A proposta foi aprovada na semana passada e cria o fundo de R$ 1,7 bilhão.

Ele disse

“O povo quer ter o poder de escolher as coisas pelas urnas. Mas quando ele sente que tem o caos, que tem uma insegurança, que as coisas não funcionam, que os dirigentes não dão os bons exemplos, o povo é capaz de abrir mão do poder de determinar as coisas pelas urnas e aceitar ser controlado pelas armas. E aí, a gente joga a culpa nos que usaram as armas. Não, a culpa é nossa, que não soubemos usar as urnas”. Palavras do senador Cristovam Buarque (PPS-DF), durante discurso na sessão de ontem.