Financiamento

Para as regras valerem ainda nas eleições de 2018, o projeto de lei que regulamenta o Fundo Especial de Financiamento de Campanhas eleitorais com recursos públicos tem que ser sancionado ainda hoje, um ano antes do pleito. O projeto foi aprovado pela Câmara na noite dessa quarta-feira. Estimado em R$ 1,7 bilhão para o próximo ano, o fundo será composto, ao menos, por 30% das emendas de bancada e pela renúncia fiscal economizada com o fim da propaganda nas emissoras de rádio e de TV. A maior parte do dinheiro do fundo será distribuída de acordo com o tamanho das bancadas partidárias na Câmara dos Deputados. Do Maranhão, votaram a favor os deputados Alberto Filho (PMDB), André Fufuca (PP), Deoclides Macedo (PDT), Hildo Rocha (PMDB), José Reinaldo (PSB), Juscelino Filho (DEM), Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Victor Mendes (PSD), Weverton Rocha (PDT) e Zé Carlos (PT). Foram contra Junior Marreca (PEN), Luana Costa (PSB) e Pedro Fernandes (PTB). Ausentes Aluísio Mendes (Podemos), Eliziane Gama (PPS), João Marcelo (PMDB) e Waldir Maranhão (PP).

Obra

Hoje pela manhã, o prefeito Assis Ramos entrega o sistema de esgotamento sanitário e a rede de abastecimento de água dos bairros Cafeteira, João Castelo, Parque Amazonas e Recanto Universitário. Ele convidou para a inauguração os ex-prefeitos Ildon Marques e Sebastião Madeira. As obras do PAC foram iniciadas no governo do primeiro e tiveram continuidade na administração do segundo, sendo concluídas pela atual gestão. Houve também a resolução de impasse burocrático com a Caema, com a chegada ao comando da empresa do funcionário de carreira Carlos Rogério.

Bancada

Com Roberto Rocha assinando a sua ficha de filiação ao PSDB, o partido passa a ter 12 senadores, a segunda maior bancada no Senado. Realizado em Brasília, o ato que marcou a volta do parlamentar maranhense ao ninho tucano teve as presenças de várias lideranças, entre elas o presidente interino da legenda, senador Tasso Jereissati, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o governador de Goiás, Marconi Perillo. De Imperatriz, estiveram os ex-prefeitos Sebastião Madeira e Ildon Marques.

Mudanças

Ontem, o Governo do Estado anunciou mudanças na equipe. Na Secretaria de Estado da Mulher, a ex-deputada federal Terezinha Fernandes assume o cargo, em substituição a Laurinda Pinto. O delegado Lawrence Melo Pereira passa a ser presidente da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), e o atual presidente, José Artur Cabral Marques, assume a presidência da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar).

Rebatendo

O líder do Governo na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira (PSB), lamentou o que ele classificou como “discurso a favor da sonegação de impostos” no Estado. Ele explicou que quando se pede que o Governo deixe de cobrar aquilo que está dito na Lei, está se fazendo, na verdade, uma apologia à sonegação de impostos, cuja prática se configura como crime no país. Em sua opinião, diferente do que prega a Oposição, o Estado não irá realizar um arrocho fiscal com a implantação do Profisco II e explicou a aquisição do crédito junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). “O empréstimo tem uma baixa contrapartida, de apenas 10%, e vai possibilitar a implantação do Projeto de Modernização da Gestão Fiscal do Estado do Maranhão (PROFISCO II), que precisa de atualização”, afirmou.

Olha aí!

Revela-se que somente no primeiro mês de funcionamento da fiscalização eletrônica instalada na Avenida Pedro Neiva de Santana, já foram registradas mais de 20 mil multas. Os “pardais” foram colocados devido ao grande número de acidentes que aconteciam depois da duplicação da rodovia. A velocidade permitida é de 60 km.