Intervenção

Fato inédito em vias de acontecer no Maranhão: por conta da conjuntura nacional, pelo menos três partidos devem trocar de comando no estado, caso não sigam a orientação da Executiva Nacional de se posicionarem em “caminhos diversos” do que hoje seguem no Maranhão. A mudança no PSDB, controlado hoje pelo vice-governador Carlos Brandão, é praticamente certa com a entrada do senador Roberto Rocha, pré-candidato a governador. Hoje, Rocha almoça com o governador Geraldo Alckmin, no Palácio dos Bandeirantes. Ainda no PSB, comandado pelo deputado/secretário de Estado da Ciência e da Tecnologia, Bira do Pindaré, Roberto pode ainda optar por permanecer no partido caso o PSB nacional venha ser presidido pelo atual vice-governador do Estado de São Paulo (seu aliado), Márcio França. Nesse caso, haveria uma nova intervenção no PSB. No Democratas, também há fortes indícios de uma intervenção no Maranhão. Hoje, no Estado a legenda está mais do que próxima do PCdoB, que certamente estará no palanque de Lula em 2018, diferente do caminho que o partido seguirá.

Fim da novela

Até o final de setembro termina a ‘história’ do destino partidário do professor Esmerahdson de Pinho. Como a coluna antecipou dias atrás, Dipinho volta mesmo para o PSDB em um grande ato de filiação. Ele e mais de uma centena de seguidores e simpatizantes assinaram a ficha tucana, reforçando assim o partido para os embates de 2018. O próprio Esmerahdson antecipou que já está visitando tucanos emplumados e explicando suas intenções dentro da legenda.

Tiroteio

O momento mais agitado da audiência pública de ontem, sobre a situação do rio Tocantins, foi o embate entre o deputado Wellington do Curso (PP) e o vereador Carlos Hermes (PCdoB). Ele fez críticas ao governador Flávio Dino, informando que o orçamento da Caema caiu de R$ 251 milhões para apenas R$ 22 milhões. O vereador reagiu de forma dura, chamando o deputado de leviano e que tinha vindo a Imperatriz “passear de lancha”.  Wellington ficou aborrecido e, entre outras coisas, afirmou que “o vereador defende o governo e eu defendo o povo”.

Mudança

O prefeito Assis Ramos e o procurador geral do município,  advogado Rodrigo do Carmo Costa, começam a colocar em prática projeto destinado a racionalizar o funcionamento e aumentar a produtividade da Procuradoria Geral do Município. Trata-se da criação de núcleos de especialização. As primeiras áreas contempladas são a Fiscal, Pareceres e Probidade.                        

Sorteio

Os titulares dessas áreas especializadas, todos procuradores efetivos, foram escolhidos mediante sorteio ainda em caráter provisório. Dentro de 60 dias, a inovação será avaliada pelo chefe do Executivo, sua assessoria jurídica e os próprios procuradores concursados. “Tenho a convicção de que essa inovação vai melhorar a qualidade dos negócios jurídicos no ambiente municipal”, afirma Dr. Rodrigo.

Poderes

“Hoje nós vivemos no Brasil uma situação muito difícil, já que o Judiciário praticamente define tudo; enquanto que o Legislativo e o Executivo estão em uma situação de nenhuma independência”.  A afirmação é do deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB), ao demonstrar sua preocupação em relação à segurança jurídica do país. Para ele, é preciso haver uma definição da divisão dos poderes - Judiciário, Executivo e Legislativo, que devem ser independentes e harmônicos.