Preparação 

O PTB em Imperatriz mantém o ritmo de preparação para as eleições municipais de 4 de outubro. Hoje o partido realiza uma reunião com os pré-candidatos a vereador. O principal assunto da pauta  são as regras da legislação eleitoral para que os pré-candidatos fiquem por dentro de tudo. Haverá a participação de profissional da área do Direito. Neste ano, o pleito terá regras novas, muitas delas criadas em razão da popularização das redes sociais. A principal alteração se refere às campanhas pela internet e às fake news. O PTB terá a chapa completa para a eleição proporcional. O partido não lançará candidato a prefeito e há a possibilidade de não apoiar nenhum candidato a prefeito, ficando os candidatos a vereador livres para escolher os seus. O PTB está agora sob o comando do pastor Célio Henrique, que disputará uma cadeira do Palácio Dorgival Pinheiro de Souza.

E...

O MDB terá ou não candidato próprio à prefeitura de Imperatriz? O nome especulado é do agropecuarista Franciscano Soares, ex-prefeito de São Francisco do Brejão.  Mas pelo andar da carruagem parece que não vai encarar a disputar. Comenta-se, inclusive, que o próprio prefeito Assis Ramos poderia retornar ao MDB para concorrer à reeleição. Mas, por enquanto, é só mesmo especulação. É aguardar.

Na moita

Nas eleições de 2016 o PSC lançou candidato próprio à prefeitura de Imperatriz, o empresário Ribinha Cunha, que foi apoiado pelo PSDB do então prefeito Sebastião Madeira, que inclusive indicou a professora Miriam Ribeiro como vice. Este ano o partido ainda não se manifestou sobre o pleito, mas não está descartada a possibilidade de lançar candidato ao Palácio Renato Moreira. Há um nome no meio empresarial que pode se filiar e ser lançado. A sigla tem dois vereadores – Adhemar Freitas Jr. e Fábio Hernandez, que é o dirigente municipal da legenda. No estado, o partido é comandado pelo deputado federal Aluísio Mendes. 

Tonelada

O PCdoB está com uma carga pesada para carregar nas eleições para a prefeitura de São Luís. O pré-candidato é o deputado federal licenciado e secretário de Estado das Cidades, Rubens Pereira Júnior. Ele ainda não conseguiu decolar, mas o partido acredita que com a força do governo estadual haverá chance de vitória. É, pode ser, até porque a campanha só começa após julho, mês das convenções. Mas não será nada fácil, porque tem pela frente o deputado Eduardo Braide. 

Mudança

Conforme informação da Agência Senado, a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai analisar mudanças na forma de escolha dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Atualmente, a escolha é feita pelo presidente da República. Com a proposta, a indicação seria feita a partir de uma lista tríplice, com nomes indicados por STF, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e Procuradoria-Geral da República. Além disso, o mandato seria fixado em 10 anos, sendo proibida a recondução. Essas mudanças estão previstas no substitutivo do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), elaborado a partir da PEC 35/2015, proposta de emenda à Constituição apresentada pelo senador Lasier Martins (Podemos-RS). Para o senador Plínio Valério (PSDB-AM), o fim do cargo vitalício fará com que os magistrados prestem contas à sociedade. 

Ele disse

“Ficção. Para quem gosta do que o urubu come, é um bom filme”. Jair Bolsonaro sobre o documentário “Democracia em Vertigem”.