Jogo duro

Os atuais vereadores não podem vacilar, porque estão surgindo nomes com potencial para disputar vagas no Palácio Dorgival Pinheiro de Souza. Segundo um próprio vereador, somente no quadro de assessores do prefeito Assis Ramos há pelo menos cinco pretensos candidatos. Em outros também há nomes fortes, inclusive ex-vereadores, como Esmerahdson de Pinho e Buzuca. Apesar do cenário, há vereadores que apostam na reeleição. Um dos mais otimistas é Bebé Taxista (PEN), que acredita que ficará entre o oito mais votados, em 2020. Nas eleições passadas, 10 dos 20 vereadores que disputaram se reelegeram. Portanto, 50%. Mas em outras legislaturas já houve um percentual menor. Vale lembrar que nas próximas eleições não haverá mais coligações proporcionais. Os partidos concorrerão sem alianças. Contarão apenas com seus próprios votos. Os partidos pequenos podem ser prejudicados, porque sozinhos normalmente não conseguem votações  suficientes para atingir o quociente eleitoral. 

Repúdio 

A senadora eleita do Maranhão, Eliziane Gama (PPS), condenou um vídeo em que há ofensas contra os nordestinos.  “Lamentável que gente intolerante use redes sociais para propagar xonofobia e ódio contra o Norte e Nordeste do País. Incitam o ódio e fomentam a divisão entre os brasileiros”, afirmou a deputado federal, que dia primeiro de fevereiro assume o mandato de senadora. E finalizou: “Eu, como parlamentar nordestina, com muito orgulho, repudio qualquer ofensa a qualquer região do País”.    

Davinópolis  

A administração de Davinópolis está funcionando normalmente, sob o comando de Raimundo Nonato Martins (PRB), que era presidente da Câmara e assumiu no início de janeiro com a prisão de Rubem Lava Jato, acusado de ser o mandante do prefeito Ivanildo Paiva, de quem era vice.  Novos secretários foram nomeados e ações já estão sendo vistas, como recuperação de ruas da Vila Santa Lúcia e melhoramento da iluminação pública. Ontem os servidores foram pagos. 

Saúde doente

Denúncias estão sendo feitas sobre o “péssimo” funcionamento do hospital público de Açailândia. Consta que estariam faltando seringas, luvas, medicamentos e outras coisas. Muitas críticas contra o prefeito Juscelino Oliveira, que é aliado do governador Flávio Dino, inclusive do mesmo partido, e bem que poderia recorrer a ele para melhorar a saúde do município. 

Tecnologia

O Projeto de Lei da deputada federal Clarissa Garotinho (Pros-RJ) propõe aumento do repasse do Fundeb às redes de educação de estados e municípios que proporcionarem aos alunos o ensino de novas tecnologias.  O objetivo da proposta, segundo ela, é “preparar os jovens para desafios impostos pelas profissões do futuro”. Pelo texto, em cada etapa, modalidade e tipo de estabelecimento de ensino será acrescido 0,05 ao respectivo fator específico para o grupo de alunos que receber o ensino de novas tecnologias. “Por exemplo: 30% dos alunos do ensino médio urbano de um determinado estado possuem ensino de novas tecnologias. O fator específico para o ensino médio urbano é 1,25, então, para 30% dos alunos desta etapa, o repasse do Fundeb terá como fator específico 1,25 acrescido de 0,05, o que somará 1,30”, explicou a deputada.

Ganha-perde

Na sua articulação para se reeleger presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) ganha de um lado e perde de outro. O PSB, que é a sétima maior bancada da Câmara, com 32 deputados, definiu que o apoio a Maia foi inviabilizado com a adesão do PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro. Só que o PSL tem uma bancada maior, 52 deputados. Porém, perder 32 votos numa eleição que promete ser acirrada, não é nada bom...